quarta-feira, 28 de julho de 2010

iCarly fanfic 12 1ª temporada

Olá, pessoal. Espero que gostem dessa fanfic:) Obrigada pelo apoio, pelos comentários entusiasmados - fico muito feliz quando os leio. Infelizmente não tenho dom pra comédia:( Sorry.

*DIREITOS DE ICARLY RESERVADOS A DAN SCHNEIDER E A NICKELODEON

VI@GEM P@R@ @USTRÁLI@

NO COLÉGIO
Freddie e Carly estavam conversando perto dos armários.
– Oi, Carly – disse Sam, sem olhar para Freddie. – Vou me atrasar para o iCarly hoje. Eu vou levar minha mãe ao dentista.
Freddie estava apoiado no armário aberto.
– Tudo bem – disse Carly.
– Olha, alguém deixou o armário aberto – disse Sam e bateu a porta com toda força no braço de Freddie.
– Ai – disse Freddie, dobrando-se de dor. Sam saiu.
– Você tá bem? – perguntou Carly, preocupada.
– Tô – disse Freddie, com a voz fraca. – Ela vai acabar me matando.
– Sr. Benson – disse o sr. Howard. – O diretor Franklin deseja falar com você.
– O que foi? – perguntou Freddie, massageando o braço.
– Não sei. Vamos logo. – Freddie fechou o armário e os dois saíram.

ESTÚDIO DO IC@RLY
– Espero que a Sam chegue logo – disse Carly, bebendo água. – Ah, o que o diretor queria com você?
– Consegui uma vaga para fazer intercâmbio na Austrália. Vou estagiar numa clínica veterinária e num laboratório de tecnologia.
– Uau. Isso é um sonho pra você. Ops – disse Carly. – Sem querer ser egoísta, mas e o iCarly
– É, pensei nisso também. Vocês vão ter que continuar sozinhas ou acabar com o programa.
– Acabar com o programa? – perguntou Sam, entrando no estúdio.
– É que o Freddie...
– Estou pensando em dixar o iCarly.
– Por que? – perguntou Sam. – Por que a gente brigou? Ah, Benson, não misture a vida pessoal com a profissional.
– Não é porque a gente brigou – respondeu Freddie, ríspido.
– Pessoal, faltam trinta segundos – disse Carly.
– Vamos lá – disse Freddie, ligando a câmera. – Em 5,4,3,2...
– Eu sou a Sam – disse Carly.
– E eu a Carly – disse Sam. – E esse é o iCarly – disseram juntas.
– Brincadeira – disse Carly. – É que nós trocamos de lugar essa semana para ver se enganava alguém.
– E conseguimos enganar o Lewbert, o Gibby, o Spencer...
– ... que é meu irmão – disse Carly. – E o Freddie.
– Esse porque é idiota – disse Sam.
– Só quem não caiu foi meu gatinho Griffin – disse Carly.
– Ai, que meloso – disse Sam. – Vamos ver o vídeo...

DEPOIS DO IC@RLY
Carly, Sam e Freddie desceram as escadas. Spencer estava na sala. Louis estava em seu carrinho, rindo das palhaçadas de Spencer.
– Ei, pessoal – disse ele.
– Oi.
O bebê começou a chorar.
– Deve ter de assustado com a cara feia do Freddie – disse Sam.
– Você não dizia isso quando estava comigo – disse Freddie.
– Vão lavar a roupa suja aqui? – perguntou Carly. A camapanhia tocou e Spencer foi atender. Era Griffin.
– E, aí, cunhado? – disse Griffin.
– Você não é um cunhado quese diga “Nossa, que cara legal”, mas fazer o que, né? – disse Spencer.
– Spencer! – repreendeu Carly. Ela foi até o namorado e o beijou.
– Vamo dá um rolé? – perguntou Griffin.
– Faça o pedido direito – disse Spencer.
– Gostaria de passear comigo? – perguntou Griffin. – Assim?
– É, melhorou.
– Ele tá todo formal depois que começou a sair com a Mary – disse Carly, em tom reprovador. – Vamos... Tchau.
– Tchau – disse Griffin.
– Também já vou – disse Freddie.
– Quem perguntou?
– Não falei com você, Puckett – Freddie saiu e bateu a porta.
– É falata de educação bater a porta! – gritou Spencer.
– É falta de educação gritar – disse Sam, comendo um pedaço de pizza gelada.

DI@ SEGUINTE
Freddie estava com uma sacola de compras super pesada em cada mão. Sam abriu a porta da recepção do prédio, entrou e soltou-a.
– Meu nariz – disse Freddie. Empurrou a porta com dificuldade e entrou. – Puckett, você vai me pagar por isso! – O garoto aproximou-se do elevador.
– Você vai subir de elevador? – perguntou Sam.
– Não acha que vou subir oito andares com trinta quilos nos braços, né?
– Não diz que é forte?
– Você deveria usar as escadas – disse Freddie, olhando-a de alto a baixo.
– Tá dizendo que tô gorda?
– Não disse isso... – A porta do elevador abriu quando Sam ia responder. Freddie entrou quando Carlyty saiu.
– Oi, Freddie, como vai?
– Bem, Ly, e você?
– Muito bem. Soube da viagem. Parabéns.
– Obrigado.
– Vai entrar? – perguntou Carlyty a Sam.
– Vou – respondeu a garota, com rispidez, entrando no elevador. Apertou o botão 8 e a porta fechou-se. – “Bem, Ly, e você?“ – Sam imitou Freddie.
– Tá com ciúmes? – perguntou Freddie.
– Hum.
De repente o elevador parou. – O que aconteceu? – perguntou Sam.
– Deve ter faltado energia – disse Freddie.
– Ah, que ótimo! – disse Sam, sarcástica.

@P@RT@MENTO DE C@RLY
Carly atendeu a porta. Era a srª Benson procurando Freddie.
– Não o vi, srª Benson. A Sam ligou dizendo que estava na porta do prédio há quinze minutos.
– Ah, meu deus, será que eles pegaram o elevador – disse a srª Benson.
– Faltou energia. – As duas desceram até a recepação. Lewbert confirmou que os dois tinham pego o elevador.
– Tire o meu Freduardinho de lá agora – exigiu a srª Benson
– Só se eu fosse o Super-Homem – disse o recepcionista. – Para puxar o elevador, abrir e tirar o Freduardinho de lá. – O telefone tocou. – Que é?...Não sou culpado por faltar energia...os geradores estão bons. Só devem estar sobrecarregados por causa dos aquecedores...Tá, vou olhar. – Ele colocou o fone no gancho e começou a palitar o dente. – Ah, esse pedaço de frango tava aí desde a semana passada.
– Argh – fez Carly.

NO ELEV@DOR
– Sam, você tá bem? – peguntou Freddie, ao perceber que a garota arfava. Eles estavam sentados um ao lado do outro, encostados no fundo do elevador.
– Tô – respondeu ela.
– Respira – disse Freddie. – Você deve estar com falta de ar. É psicológico. Respira fundo. – Ele segurou a mão dela. – Olha pra mim. Isso. Inspira e...expira. Pronto, tá tudo bem. Tudo ok?
– Tudo – disse ela. – Tô com frio. – Freddie abraçou-a. – Qual viagem a Carlyty tava falando?
– Eu vou pra Austrália.
– O quê? – perguntou Sam, afastando-se e olhando para ele.
– Vou fazer intercâmbio lá.
– Quanto tempo?
– Seia meses.
– Mas isso é muito tempo. E o colégio, e o iCarly e... Sua mãe aceitou?
– Ela não ficou nem um pouco feliz, mas disse que não deixaria de ir...É um sonho realizado.
– Quando você vai?
– Semana que vem. – O elevador pôs-se em movimento.

DI@ VI@GEM
– Vou sentir saudades de vocês – disse Freddie a Carly e Sam, na recepção do prédio. – Respondam meus e-mails. E não chorem. – Ele abraçou-as.
– A srª Benson não vai ao aeroporto? – perguntou Carly.
– Já nos despedimos – disse Freddie. – Não quero tornar isso mais difícil para ela.
– Boa viagem, cara – disse Griffin, apertando a mão de Freddie.
– Cuida da Carly direito – disse Freddie. – Fica de olho na Puckett também. Mantenham ela longe de confusão. Tchau. – Ele saiu e entrou notáxi, que Spencer parara.
– Boa viagem – disse Spencer e fechou a porta do carro.
Eles subiram as escadas.
– Sam – disse a srª Benson quando chegaram ao corredor. Ela estava com o nariz vermelho e os olhos inchados. – Vai deixar o nosso Freddie ir embora?
– Não posso fazer nada. Ele disse que não deixaria de ir...
– “Só se a Sam me pedisse para ficar”, foi o que ele disse. Sei que não nos damos bem, mas sei que está sofrendo tanto quanto eu.
– Spencer – disse Sam –, me leva até o aeroporto?
– Levo – Spencer entrou no apartamento e pegou as chaves.

NO @EROPORTO
– Freddie – chamou Sam, quando ele caminhava para fila de embarque. Ele virou-se. Eles abraçaram-se e ele levantou-a.
– Não vai – disse Sam. – Preciso de você aqui. Precisamos de você aqui.
– Não tinha cem por cento de certaza de que queria ir. Meu coração ficaria aqui. – Eles beijaram-se. A srª Benson aproximou-se e o abraçou quando os dois separaram-se. Carly também abraçou Freddie. Spencer e Griffin o cumprimentaram.
– Última chamada para o voo com destino a Austrália – anunciou a voz pelos aLto-falantes. O grupo dirigiu-se à saída para rua. Freddie e Sam abraçados.
FIM

Essa é 50º postagem, nem tinha me tocado - bodas de ouro kkk. Obrigada, pessoal.50 milhões de beijos e abraços. Em breve o última fanfic da "1ª temporada".

5 comentários:

  1. Esse começo me deixou curiosa para o resto da fic!

    Beijos!
    Flora

    ResponderExcluir
  2. Ficou muito legal essa fic! Parabéan pelas "bodas" uhasahsuah...

    Beijos!
    Flora

    ResponderExcluir
  3. Ahh, amei essa fic! Muito fofo o final...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. aahh *-* amei mt a fic a-m-e-i de vdd *--*

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAW eu choreeei!!

    ResponderExcluir