sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

iCarly fanfic 8 2ª temporada

Olá, gatinhos e gatinhas! Desculpa a demora em postar – estava sem internet até hoje:( Mas esse tempo que passei sem postar foi produtivo; dia 24 tem fanfic especial de Natal! Comentem, please! Beijos de saudade:)

*DIREITOS DE iCarly RESERVADOS A DAN SCHNEIDER E A NICKELODEON


***INTRIG@***


@P@RT@MENTO DE C@RLY

– Minha mãe e o Lewbert. É o fim! – disse Sam, enquanto ela e Carly entravam no apartamento.

– Ah, não é tão ruim – disse Carly. – O Lewbert tá muito mais legal, bem-humorado, penteia o cabelo.

– Mas ele me chama de “filhinha”...e dá pra imaginar eles se beijando!? Argh.

– Argh – fez Carly, indo para cozinha. – O Spencer saiu – ela pegou o bilhete na porta da geladeira e leu: – “Saí. Almoço no forno. Te amo! P.S.: Surpresa no estúdio.”

– O que será? – perguntou Sam.

– Vamos ver. – As duas subiram correndo.

ESTÚDIO DO iC@rly

Sam e Carly entraram no estúdio, mas não havia nada diferente.

– Mas não tem nada aqui – disse Carly.

– Oi, gatinha – disse Griffin, saindo de detrás do cenário.

– Griffin – disse Carly, sorrindo. Os dois abraçaram-se e ficaram assim por um longo tempo.

– Tava morrendo de saudades – disse Griffin, levantando Carly um pouco.

– Por que não me disse que vinha?

– Minha mãe fez uma surpresa. Ela viu que eu estava triste e passou para o curso intensivo. Então, terminou mais rápido.

– Eu adoro minha sogra – disse Carly, feliz.

– Ah, oi, Sam – disse Griffin, apertando a mão dela. – Tudo bem?

– Tudo ok – respondeu Sam. – Ahn, eu vou descer. Tô com fome. – Sam saiu. Griffin abraçou Carly pela cintura e eles beijaram-se.

NO COLÉGIO

Carly estava guardando seus livros no armário, quando Griffin apareceu.

– Oi, gatinha – disse Griffin e beijou-a. – Oi, Sam.

– Oi – disse a garota, fechando o armário.

– Griffin? – Wendy aproximou-se. – Que bom que voltou. Quem sabe agora você toma conta da sua namorada e ela para de correr atrás do namorado da amiga – ela saiu.

– Sua víbora – disse Sam, querendo ir atrás dela. Carly segurou-a.

– O que ela quis dizer? – perguntou Griffin.

– Srta. Shay, não se pode trazer estranhos para o colégio – disse a srta. Briggs.

– Eu sei. Já vamos. – Os três saíram.

@P@RT@MENTO DE C@RLY

– Então, vai me contar o que aconteceu? – perguntou Griffin, aborrecido.

– É que...quando você viajou, eu fiquei mal...eu tava chorando e o Freddie me ajudou...

– Vocês se beijaram?

– Não! – disse Carly. – Quase.

– Então bastou eu entrar no avião, pra você sair por aí, beijando seu ex-namorado e namorado da sua melhor amiga!?

– Você tá me ofendendo.

Griffin saiu quando Spencer entrou. – O que aconteceu? – perguntou Spencer. Carly abraçou-o. – O que foi que aquele idiota fez?

– Eu disse a ele que quase beijei o Freddie – disse Carly, sentando-se no sofá.

– Ah, Carly. Também tô mal. A Verônica não aceitou namorar comigo. Disse que eu sumi da última vez e, agora, armei pra ela terminar com o namorado.

– Mas ela não te agradeceu por isso?

– Agradeceu. Vai entender... Mas não vou desistir fácil.

N@ RECEPÇÃO

Sam entrou no prédio.

– Oi, “filhinha” – disse Lewbert, sorrindo. Ele estava com os cabelos penteados, a barba feita e sem a verruga.

– “Filhinha” é...o que aconteceu com sua verruga?

– Fiz uma cirurgia hoje pra tirar. Minha doce Pam não gostava dela.

– Que pena, porque minha mãe arranjou um novo namorado e disse pra você não ir mais lá em casa.

– O quê!? – gritou Lewbert. Ele entrou no escritório e começou a derrubar as coisas.

– Oi, Sam – disse Griffin, descendo as escadas.

– Oi.

– Cadê o Lewbert? Ele interfonou dizendo que a gente tinha correspondência.

– Acho que...

Carly e Spencer saíram do elevador(Spencer saiu). Griffin, ao ver Carly, passou o braço pela cintura de Sam e a beijou.

– O que tá fazendo? – pergunrou Sam, empurrando Griffin. – Tá louco?

– Esta sua atitude é muito infantil, Griffin – disse Carly e entrou no elevador. Sam entrou com ela, antes que a porta se fechasse.

@P@RT@MENTO DE C@RLY

– Eu sinto muito, Carly...

– Não foi sua culpa. O Griffin tá tentando se vingar de mim por causa do que aconteceu entre eu e o Freddie.

– Eu vou falar com ele – disse Sam.

– Não – disse Carly. – Se ele não quer acreditar em mim e fazer disso uma vingança, ótimo. – Ela enxugou uma lágrima no rosto. – Vamos ao Shake da Hora?

– Vamo. – As duas saíram.

NO SH@KE D@ HOR@

– Sam? – disse alguém, aproximando-se da mesa. Sam virou-se.

– Pete! – Os dois abraçaram-se. – Não sabia que tinha voltado a Seattle.

– Chegamos ontem. Minha mãe não gostou da nova cidade e voltamos.

– Legal!

– Ah, oi, Carly – disse Pete. – Tudo bem?

– Tudo o.k.

– Vai estudar no Ridgeway? – perguntou Sam.

– Vou.

Os celulares de Sam e Carly tocaram. Elas atenderam.

– Spencer – disse Carly, depois de desligar. – Tenho que ir.

– Minha mãe – disse Sam. – A gente se vê, Pete.

– Aceita sair comigo hoje? Meu tio vai dar uma festa de boas-vindas pra mim, no barco dele.

– Ah, claro, vai ser legal.

– Às oito, então.

– O.k. Tchau – Sam saiu.

NO @P@RT@MENTO DE C@RLY

– Você subiu num andaime e caiu? – perguntou Carly a Spencer, que estava com um braço na tipoia.

– É...

– Tem uma construção na frente do meu prédio – disse Verônica. – O Spencer subiu para colocar uma faixa com uma declaração de amor, caiu e deslocou o ombro.

– O importante é que agora você é minha namorada – disse Spencer e os dois deram um beijinho.

– Você é louco – disse Carly, balançando a cabeça e foi até o computador, onde alguém estava chamando na sala de bate-papo – era Freddie, numa vídeo-conferência. Ela ligou a webcam.

– Oi, Carly.

– Freddie! Como está?

– Muito bem. Mas não posso demorar. Deveria estar dormindo. Todos estão. Assisti ao iCarly da semana passada. Estão se dando bem com minha mãe, né?

– É...

Sam entrou no apartamento, quando Spencer e Verônica saíram.

– Carly, tô com... Ah, oi, Freddie – disse ela, para câmera.

– Oi, Sam, tudo bem?

– Tudo. E você?

– Legal.

– Fiz uma besteira. Disse ao Lewbert que minha mãe arranjou outro namorado. Ele ligou pra ela e terminou. Ela tá chorando de se acabar. Sabe qual foi a última vez que vi minha mãe chorando? Nunca vi minha mãe chorando; nem quando meu pai foi embora.

– Lewbert e sra. Puckett? – perguntou Freddie, surpreso.

– É – disse Carly.

– Preciso fazer alguma coisa.

– Vai lá e conta a verdade ao Lewbert – disse Freddie. – Tenho que desligar. Foi bom falar com vocês. Tchau.

N@ RECEPÇÃO

– Sua verruga taí de novo, por que? – perguntou Sam a Lewbert, depois de contar tudo.

– Quando pensei que sua mãe tinha me deixado, fiquei tão estressado que nasceu de novo. Vou ligar pro médico e fazer outra cirurgia.

– Desculpa, Lewbert. Parece que você e minha mãe se gostam de verdade. Se ela tá feliz, tá tudo bem.

– Não faça mais isso – disse Lewbert, severo, mas depois, sorriu. Griffin entrou no prédio.

– Ah, Griffin, preciso falar com você – disse Sam. – Você é algum idiota? A Carly é apaixonada por você. E ela e o Fredie não se beijaram. Foi só um selinho e eles pensaram logo na gente.

– Desculpa, Sam, por ter beijado você...

– Agora vai lá e pede perdão a Carly, de joelhos. Se você perder ela, não vai achar outra igual.

@P@RT@MENTO DE C@RLY

– Carly, eu posso falar com você? – perguntou Griffin.

– Fala – disse Carly, sentada ao balcão.

– Eu fui um idiota e eu sei que deveria ter te ouvido e não deveria ter beijado a Sam, só por uma vingança e eu te amo. Esses foram os piores meses da minha vida. Ficar longe de vo...

– Também senti sua falta e o que você fez? Nem esperou eu explicar e...

– Desculpa, Carly – Griffin ajoelhou-se. – Eu prometo que nunca mais vou duvidar de você. O que quer que eu faça, gatinha?

– Me beije – disse ela, sorrindo.Griffin levantou-se e os dois beijaram-se.

FIM

5 comentários:

  1. Adorei,mas quando o Freddie volta?A Sam e ele vão voltar a namorar?Mil beijos!!!:)

    ResponderExcluir
  2. AAAH!!! Sua fan fic vicia, mano! Não para! Por favor!

    ResponderExcluir
  3. Achei essa fic fofa, principalmentea parte Criffin.
    Uhul! Vai ter fic especial de Natal! Já ia fazer essa sugestão... =D

    Bjs
    Mah

    ResponderExcluir
  4. a ficc ficou muito boa,só acho que o freddie deve voltar a tempo da fic especial de natal!

    ResponderExcluir
  5. nassa amei seu blog,adorei espero que vc poste mais fic, e que ofreddie volte logo com a sam.
    amei bjs.

    ResponderExcluir