quarta-feira, 2 de março de 2011

FANFIC "Deu a louca na Nickisney" Episódio 12

Olá, gatinhas e gatinhos! Fiz esse episódio em homenagem ao aniversário do Justin Bieber, dia 1º de Março, mas não deu tempo publicar ontem. Não quis fazer uma postagem sem corrigir e sem fotos porque não ficaria à altura dos meus leitores.

Dedicado a todos os fãs do Justin, em especial, my sister, May, que me pediu para colocá-lo na história quando ela estava me ajudando a criar o universo de Nickisney.

*ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA. OPINIÕES EXPRESSAS E AÇÕES SÃO PURAMENTE FICTÍCIAS, SEM INTENÇÃO DE OFENDER OU DIFAMAR AS PESSOAS MENCIONADAS, NEM SEUS FÃS.


EPISÓDIO 12

HORA DA DECISÃO

Justin e David estão cortejando Selena, há algumas semanas, mas ela sempre foge quando eles convidam-na para sair. Numa manhã, eles aproximam-se dela, juntos.

– Oi, Sel – dizem David e Justin, ao mesmo tempo, perto dos armários. – O que você quer com ela? – perguntam um ao outro, ao mesmo tempo. – Eu vim convidar Sel pra sair – respondem juntos.

– Ah, qualé, Justin, tá na cara que Sel gosta de mim – diz Justin, jogando o cabelo para trás, com um movimento de cabeça. – Quem salvou ela?

– Claro que ela não gosta de você – diz David, sorrindo. – Só se for como o irmãozinho mais novo dela.

– Diz pra ele, Sel – diz Justin.

– Ahn... Eu preciso ir... – diz Selena, nervosa, e ansiosa por sair dali. Se ela dissesse que gosta de Justin, David ficaria triste. E se escolhesse David, magoaria quem ela realmente gostava.

– Nada disso – diz David, sério. – Hora da decisão.

– É isso aí – diz Justin. – Nós dois estamos afim de você e você tem que escolher.

– Mi – chama Selena, quando a irmã passa. Ela segura o braço de Miranda e as duas saem, deixando David e Justin aborrecidos e frustrados. – Você me salvou, mana. David e Justin querem que eu escolha um dos dois.

– Já passou da hora – diz Miranda, quando elas entram na sala do 1º ano. – Você gosta do Justin. Bobagem essa coisa de idade. Se quer saber, acho ele mais maduro que David. – As duas sentam-se e Selena fica pensativa.


– Fácil? – diz Natt para um grupo de amigos, no refeitório. – Muito fácil. Bastou eu dizer umas baboseiras românticas e ela me beijou.

– E ela é a número 300? – pergunta Noah Munck para ele, sorrindo.

– Trezentos e um – diz Natt, sorrindo. – Miranda foi só a primeira. As DeLuise são gatas e...

– Repete o que você disse pra eu arrebentar sua cara – diz Drew, parado atrás da cadeira de Natt. O garoto levanta-se.

– Qualé, Drew, tá com dor de cotovelo porque ela preferiu ficar comigo que com você?

Drew dá um soco em Natt e o garoto cai por cima da cadeira. Todo mundo levanta-se para ver. Drew avança para ele. Natt levanta-se e soca o garoto. Eles começam a se socar, rolando pelo chão.

– Ei, parem com isso – diz Nathan, tentando separá-los. Ele e Sterling conseguem segurar Drew e Leon segura Natt.

– Meu advogado vai conversar com você – diz Natt, com o nariz sangrando.

– Chega perto da Miranda mais uma vez e não vai poder falar com seu advogado – diz Drew, com raiva.

– Isso é uma ameaça de morte? – pergunta Natt, cuspindo sangue.

– O que está acontecendo aqui? – pergunta o diretor Savage, abrindo caminho, pela multidão, até os garotos. – Os dois para diretoria, agora. – Os colegas soltam Drew e Natt, que saem na frente do diretor.

– Acabou a festa – diz Nathan. – Todo mundo circulando – ele senta-se ao lado de Jennette.

Miranda senta-se, vermelha de vergonha. Seu coração dera um pulo quando Drew defendeu-a. Será que aconteceria algo de ruim com ele por causa dela?


– Sentem-se – diz o diretor Savage, quando chegam à diretoria. Mary entra junto com eles, preocupada.

– O que aconteceu? – ela pergunta a Drew. O garoto não responde.

– Acho que meu nariz tá quebrado – diz Natt, tentando estancar o fluxo de sangue.

– Vou chamar a enfermeira – diz Mary e sai da sala.

– Posso saber a razão da briga? – pergunta o diretor, olhando para eles.

– Eu não fiz nada e ele me socou – diz Natt, pressionando o casaco no nariz.

– Ele disse uma coisa sobre uma pessoa e eu não gostei – diz Drew, com um lado do rosto começando a inchar.

– Ah, tem uma garota na história – diz o diretor. – Mas é assim que se resolvem as coisas? Seus pais ou professores dizem que, se você tá com raiva de alguém, deve ir lá e quebrar a cara dele?

Mary volta com a enfermeira. A mulher pega gases na maleta e pressiona contra o nariz de Natt. Mary dá uma bolsa de gelo para Drew.

– Vão receber uma advertência. E já que têm tempo de sobra para brigar vão trabalhar na reforma do Lar Romina Yan.

– O quê? – diz Natt. – Mas, todo dia, depois da escola, eu tenho um curso.

– É? Cancele todos – diz o diretor. – Vão trabalhar até terminarem a reforma.

– E quem tá trabalhando lá? – pergunta Natt.

– Ninguém. Vocês são os voluntários, já que o orfanato tem poucos recursos e precisa de reforma.

– Mas...

– Prefere uma expulsação, sr. Wolff? – pergunta o diretor. O garoto balança negativamente a cabeça. – Ótimo. Vão para enfermaria.

Eles saem da diretoria.

– Mais era só o que faltava – diz Mary, olhando feio para Drew.

– Desculpa, mãe – diz Drew, arrependido.

– A gente conversa em casa – diz Mary e vai atender o telefone que está tocando.


Alguém bate na porta da enfermaria e a enfermeira vai abrir.

– Posso ver o Drew? – pergunta Miranda.

– Pode, mas não demora. – A enfermeira abre a porta atrás da sua mesa. A primeira sala tem uma escrivaninha e dois armários de vidro com remédios e material de primeiro-socorros. Na segunda, há apenas duas camas encostadas nas paredes laterais e outra porta, que é um pequeno banheiro. – Sr. Stewart, visita.

Miranda entra, a enfermeira sai e fecha a porta.

– Chegou o pivô – diz Natt, deitado em uma cama, com um curativo no nariz.

– Cala a boca ou vou quebrar seu nariz dessa vez – diz Drew, deitado na outra cama.

– Você tá bem? – pergunta Miranda a Drew.

– Tô – diz Drew, com um lado do rosto roxo. – Não precisava se preocupar. – Ele senta-se.

– É aula de Educação Física agora e eu disse ao professor que ia ao banheiro. Você não foi expulso, né? – pergunta Miranda, preocupada.

– Não. Vamos reformar o orfanato como castigo – responde Drew.

Debby entra na enfermaria e abraça Drew. – Ah, meu amor, você está bem? – pergunta ela. – Eu estava tentando vim te ver, mas o professor só me deixou sair agora.

– Tô bem, minha linda – diz Drew, abraçando-a.

– Oh, seu rosto tá roxo – diz Debby, carinhosa. – Deixa eu dá um beijinho pra melhorar.

Miranda revira os olhos. Ela tinha vontade de empurrar Debby e mandá-la ficar bem longe de Drew.

– Aliás, que história é essa de você defender a Miranda? – pergunta Debby, enciumada.

– Eu defenderia qualquer garota que esse idiota estivesse difamando – diz Drew, indicando Natt.

– Ah, que fofo! – diz Debby, sorrindo. Miranda sai e bate a porta. Drew sorri para Debby e dá uma piscadela.


Miley está conversando com o prof. Liam, depois da aula. A garota sempre fica para ajudar o professor a recolher os cochonetes, bolas, rede.

– Então, você nunca falou sobre sua noiva – diz Miley, tentando fazer com que o professor fale sobre a mulher pela qual ele usa a aliança na mão direita.

– Por que você insiste em falar sobre isso? – pergunta o professor, incomodado.

– Eu nunca vi você com ela. Ela não mora aqui?

– Não. Ela morava em San Diego – diz o professor, enrolando a rede de vôlei.

– Morava? Ela se mudou? – insiste Miley.

– Você é curiosa demais, srta. DeLuise – diz Liam, encarando-a.

– Por que não me chama de Miley? – pergunta a garota, sorrindo.

– Melhor não – diz o professor, jogando a última bola na caixa.

– Então e sua noiva?

– Ela faleceu há um ano – diz Liam, triste.

– Ah, sinto muito – diz Miley. – Por isso você não queria falar sobre ela.

– Hora de ir – diz Liam, olhando o relógio.

– Tô indo até o McDonald’s. Quer ir comigo?

– Não consumo nada do McDonald’s. Você também não deveria.

– E à sorveteria? – pergunta ela. – Por favor, por favor – diz Miley, sorrindo, segurando na mão dele e pulando.

– Miley, eu não posso sair com você. Você é minha aluna! Já te disse isso.

– Ah, me chamou de Miley! – diz ela, feliz.

– Hora de ir pra casa – diz o professor.

– Sério? – pergunta Miley, brincando.

– Você pra sua e eu pra minha – diz Liam, sério. – Você é irritante, às vezes, sabia?

– É uma das coisas que você adora em mim – diz ela, segurando o braço dele. Eles saem do ginásio.

– Interessante – diz Madisen, saindo do outro corredor, onde se escondera quando os dois saíram. Ela estivera escutando a conversa. – Suas irmãs vão me pagar por você, Jennette – ela fala, com raiva.


– Oi, Sel – diz Justin, sorrindo, entrando na Pizzaria. Ele joga o cabelo para trás, com um movimento de cabeça.

– Ah, oi, Justin – diz Selena, nervosa.

– Olha, Sel, eu quero te dizer uma coisa. Eu gosto muito de você, de verdade. Mas eu sei perder. Então, se você escolher ficar com o David, eu vou entender – eles olham-se nos olhos por um tempo. – Ahn... eu... já vou.

– Espera – diz Selena, segurando o braço dele. – Eu não consigo mais mentir. Eu também gosto muito de você... Mas você é mais novo que eu e...

– Você acha que uma garota mais velha não pode ficar com um garoto mais novo? Mas é só um ano. E eu vou fazer quatorze amanhã – diz Justin, quase implorando.

– Sel – chama o sr. DeLuise, vindo da cozinha. – Olá, Justin.

– Tudo bem, sr. DeLuise? – pergunta Justin.

– Tudo... Sel, preciso que vá em casa chamar Tori e Demi. Temos muito trabalho aqui.

– Tá – Selena sai.

– Eu posso ajudar? – pergunta Justin.

– Ah, seria ótimo uma ajuda para Jen e Nathan com a louça, lá dentro.

– Claro – diz Justin, indo para cozinha.

– Ei, Justin – chama o sr. DeLuise. – Agradeço por ter salvo Sel aquele dia, mas isso não quer dizer que quero você pra genro. – O homem fala sério, mas depois sorri.

– Ok – diz o garoto e vai para cozinha.

Quando Selena entra no jardim de casa, David chama-a, aproximando-se. Ela vira-se e sorri, sem graça.

– Eu queria me desculpar pela pressão hoje de manhã – diz ele. – É que eu queria saber se tenho uma chance...

– David...

– Por favor, me dá uma chance – continua David, segurando a mão dela e olhando-a nos olhos. – Eu gosto de você, de verdade. Como nunca gostei de nenhuma garota.

– Ahn, David – diz Selena, tentando não magoá-lo. – Eu agradeço sua declaração... Mas eu não posso te enganar, dizendo que a gente vai ficar junto... mas, se você quiser ser meu amigo...

David solta a mão dela. – Você gosta do Justin, né?

– Eu...

– Não, eu entendi – diz David, triste. – Mas você vai ver que ele não é melhor que eu – David sai, deixando Selena sentindo-se mal por fazê-lo sofrer.


No dia seguinte, quando Justin entra na cozinha para o café da manhã, há um bolo de chocolate, na mesa, com quatorze velinhas, em cima, e presentes.

– Parabéns pra você! – cantam a sra. Mary e seus irmãos, com exceção de David, que está sentado ao balcão, impassível. – Parabéns, meu filho – diz Mary, sorrindo e o abraça. – Que Deus o abençoe e lhe dê muitas felicidades.

– Obrigado, mãe – diz Justin, sorrindo. – Valeu, manos. – Os irmãos abraçam-no e dão-lhe socos de brincadeira. Justin começa a abrir seus presentes e Nathan tenta bagunçar o cabelo dele, mas ele desvia. – Não.

– Ei, pessoal, vamos cortar o cabelo do Justin. Vai ser um aniversário inesquecível – diz Nathan, sorrindo.

– Tenta e eu beijo sua namorada – ameaça Justin.

– Tenta chegar perto da Jen...

– Pronto. Falou na Jen, ele se doi – diz Drew, comendo waffles.

– Olha quem fala – diz Nathan. – Quase esmagou o nariz do Wolff por causa da Miranda.

– Só defendi ela, mas não gosto dela...

– Não – diz Sterling, irônico. – Você não gosta da Miranda, assim como eu não gosto da Demi, Nathan não gosta da Jen e Jus não gosta da Selena. – David pega sua mochila e sai pela porta dos fundo, batendo a mesma.

– O que aconteceu? – pergunta Mary, olhando para porta.

– David gosta da Selena – diz Sterling para mãe. – Também.


– Oi, Sterling – diz Demi, sorrindo, aproximando-se do garoto, no corredor do colégio.

– Oi, Demi – diz Sterling, sem animação, fechando o armário.

– Você parecia bem mais animado dias atrás – diz Demi ao perceber o humor dele.

– Você não achou que eu ia ficar chorando por quem não me quer, né?

Demi olha para Sterling, magoada. Ela sai e vai para sala de aula.

– Que foi, cunhada? – pergunta Nathan quando Demi senta na carteira, aborrecida.

– Nada – responde ela, ríspida.

– Foi o Sterling? – pergunta Jennette.

– Ele foi tão frio e ignorante! – desabafa Demi. – Ele é tão egoísta! Nem se importa com o que eu tô sentindo.

Sterling entra na sala e ouve o que Demi diz. – E você se importa com o que eu sinto? – pergunta ele, aproximando-se. Ela levanta-se.

– Eu não jugo uma pessoa que acabou de sofrer uma decepção e não quer se arriscar...

– Medrosa é o que essa pessoa é...

Estamos aqui em mais im bate-boca, jogo rápido – diz Leon, observando-os, junto com os outros colegas.

– Bom dia! – diz a professora, entrando na sala. – Todos sentados.

– Logo agora que a discussão ia esquentar – reclama Noah. Demi e Sterling sentam-se, aborrecidos.


– Feliz aniversário! – diz Selena a Justin, quando ele entra na sala. Ela dá um beijo na bochecha dele.

– Obrigado – diz Justin, sorrindo.

– Vou ficar te devendo o presente. Você só me disse ontem que fazia aniversário hoje.

– Sabe qual seria o melhor presente? – pergunta Justin. – Você aceitar ser minha namorada.

– E aí, cara – diz Dylan, entrando na sala. – Parabéns!

– Valeu – diz Justin, frio. Dylan fica sem graça.

– Parabéns, Justin – diz Cole, dando tapinhas no ombro dele. – Oi, Selena.

– Oi – diz a garota.

– Sabe, Selena, você deveria aceitar namorar o Justin, porque eu não aguento mais ele chorando por você.

– Valeu, Cole – diz Justin, irônico. – Mentira, Sel. – A garota ri.

– Eu sei que tá zangado comigo por causa da história da armação das fotos pro Nathan – diz Dylan, interferindo –, mas eu tô arrependido, cara, de verdade.

– Eu pensei que era meu amigo, cara, e você faz isso com meu irmão e a Jen – diz Justin, balançando negativamente a cabeça. – E por dinheiro.

– Feliz aniversário! – diz Miley, aproximando-se, e abraça Justin. – Ficando velho... – ela estende um embrulho para ele.

– Obrigado, Miley – diz ele, abrindo o presente. – Ah, CD do Usher. Valeu mesmo.

– Sabia do aniversário dele e não me disse? – diz Selena, olhando para Miley.

– Eu e Jus somos amigos – diz Miley. – Ele me disse. Você não perguntou. Ciumenta!

– Não sou ciumenta – diz Selena, sorrindo e abraça Justin pelo pescoço.


– Mãe, eu posso te perguntar uma coisa? – pergunta Selena, enquanto ajuda a mãe com o jantar.

– Claro, querida – diz Maria, sorindo.

– Você é mais velha que o papai, né?

– Sou. Por que?

– Como foi quando vocês começaram a namorar? As pessoas comentavam?

– Não. Mas ele parecia mais velho. Era alto e forte e eu era magrinha e pequena. – Maria olha para Selena. – Você gosta do Justin, né?

– Gosto – diz Selena, sonhadora. – Mas o irmão dele também gosta de mim. Não quero magoar o David, mas não quero mais esconder o que sinto pelo Jus... E tem isso dele ser mais novo.

– Se vocês realmente se gostam, nada vai impedir de ficarm juntos, Sel. Os problemas aparecerão e vocês resolverão. – Maria sorri e Selena sorri para ela.

– Obrigada, mãe. – As duas abraçam-se.


– Oi – diz Justin, sorrindo, aproximando-se de Selena, na Pizzaria DeLuise. – Vem cá – ele segura-a pela mão e a puxa para o palco. Justin coloca um banquinho em cima do mini-palco e Selena senta-se.

– O que tá fazendo? – pergunta Selena, nervosa.

– Boa noite, pessoal! – diz Justin, ao microfone. – Um minuto da atenção de vocês, por favor. Eu fiz uma canção para essa linda garota aqui – ele olha para Selena, sorrindo – e gostaria de cantar. – Leon coloca o playback com a parte instrumental da música. – One Less Lonely Girl – Justin canta para Selena e ela fica muito emocionada. O coração da garota está aos pulos enquanto Justin segura sua mão e olha nos seus olhos.

http://www.kboing.com.br/justin-bieber/1-1026508/#

Quando Justin termina, todos aplaudem e assobiam.

– Selena DeLuise – ele ajoelha-se –, você aceita ser minha namorada? – A garota está com lágrimas nos olhos.

– Aceito – diz ela, sorrindo e todos aplaudem. Eles levantam-se e se abraçam. Justin beija-a com uma mão nos cabelos dela e outra na cintura. Ela abraça-o pelo pescoço enquanto sente os lábios macios e carinhosos dele contra o seus. Ele sente que esse, com certeza, seria o melhor aniversário da vida dele.

Eles afastam-se, ruborizados, e descem do palco, sob os assobios e aplausos da plateia.



Espero que tenham gostado! Lembrem: Comentar é divertido! Beijos e até breve!

9 comentários:

  1. ahhhhhhhhhhhh PEIEIRO COMENTARIO MEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU ! AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH EU AMEIIIIIIIIIIIIIIII NO FINAL QUANDO ELE (Justin) SE DECLARA PARA ELA (SELENA ) ! ! AMEIIII!

    ResponderExcluir
  2. Oiee...
    Ahh, mto fofoo esse cap, tava na hora de vc junta os dois em Sô!!
    Meu Bieber fez niveeer!!! E elle faz no mesmo mes q euoo (dia 17)
    Eu adoreei mto viu!?! Continuaaaaa
    Eu quero a Demi e o Stee juntooooos Sorayaaaaa!!!
    PLEASE PLEASE PLEASE!!!
    Posta mais de iCarly tbem...
    Toh curiosa pra veh o restoo!
    Kiss***
    Byee*¨*

    ResponderExcluir
  3. Eu nao suporto suas fics com o justin gostando da selena da vontade de vomitar ECA ! Nao gosto das suas fics do Harry Potter porque nao intendo oque salva o seu blog é fics icarly que ta chegando ao fim AFS

    ResponderExcluir
  4. Ugh! Selena e Justion juntos? Eca. Sinceramente, acho ela muito pra ele. E, sinceramente, prefiro um bilhão de vezes ela com o David. But, I can't do nothing, no?

    ResponderExcluir
  5. oxee se oo naao gosta das fics (terceiro anonimo) ninguem te obrigaa a ler, se vooc gosta so das fics icarly comenta so das fics icarly, nao precisa pegar pessado no comentario.

    Soraiaa as fics saao otimaas eu too amando a fic da nicksney e to chateada por as do icarly estaa acabando mas fazer oque neh ? tdoo tem um fim.

    Beijoos da Juliana B.

    ResponderExcluir
  6. Quando vai sair as ficçoes do icarly ?
    estou anciosa para ler !

    ResponderExcluir
  7. Não gosto do Justin,mas a fic tá ficando muito perfeita!!
    E eu tbm to muitao triste por que as fics de Icarly estão acabando!!
    Mas voltando,continuaa taah muito boa!!
    Bjoo

    ResponderExcluir
  8. quando vai posta o proximo episodio da fanfic da nickdisney e de icarly!

    to anciosa, posta loggoooo!!

    bjoss"

    e obrigada por visitar meu blog

    ResponderExcluir
  9. eu queria que o justin ficasse com a miley mais tudo bem sua fic e otima eu amo elas sou muito sua fã , quando eu vim ve o seu blog pela primeira vez so li a do icarly porq eu achei que as da nickisney era chato ai eu resolvi le............. foi amor a primeira palavra ! by carla

    ResponderExcluir