segunda-feira, 4 de abril de 2011

iCarly fanfic 12 Fim da 3ª temporada

Olá, gatinhas e gatinhos! A última fic da terceira temporada! Espero que gostem! Obrigada a todos que leem minhas fanfics – aos que me acompanham desde o começo e aos que chegaram depois! Obrigada pelo incentivo e comentários!


iCarly ©Dan Schneider and Nickelodeon. All rights reserved.


********O C@S@MENTO********


ESTÚDIO DO iCarly

– Pensando no casamento do meu irmão amanhã – disse Carly para câmera.

– E da minha mãe – disse Sam. – A gente selecionou alguns vídeos de coisas engraçadas que acontecem em casamentos. – Freddie deu play no vídeo.

– Não acho que seis meses seja tempo suficiente pra se conhecer antes de casar – disse Carly.

– Também acho – disse Gibby. – Eles poderiam demorar mais uns dez anos.

– Eles casam; se não der certo, separa – disse Sam.

– Acho que casamento é pra sempre – disse Griffin. As meninas riram.

– O quê? Vocês não acham isso? – perguntou Freddie, olhando para elas.

– Nada dura pra sempre – disse Carly.

– De volta, garotas – disse Freddie, ligando a câmera.

– Bom, pessoal, é isso – disse Carly.

– Até semana que vem – disse Sam. Freddie desligou a câmera.

S@L@ DO @P@RT@MENTO

– E, aí, Spencer, nervoso? – perguntou Freddie a Spencer.

– Um pouco. Mas feliz – disse Spencer, sorrindo. – Tudo certo com o salão?

– Tudo – disse Sam. – Não se preocupe.

– Vou buscar o papai e o vovô no aeroporto – disse Spencer, pegando as chaves, e saiu.

– Ele não sabe da festa, né? – perguntou Gibby.

– Não, nenhum deles sabe – disse Carly. – Nos comprometemos a arrumar o salão de festas para cerimônia. Até parece que eu ia deixar meu irmão casar e não ter festa.

– Minha mãe vai fazer o bolo – disse Freddie.

– A empresa do buffet vai mandar os garçons – disse Sam.

– Ótimo – disse Carly.

DI@ SEGUINTE

– Mãe, fica quieta – disse Melanie, tentando colocar o prendedor no cabelo de Pam.

– Eu tô nervosa – disse Pam.

– Pronto – disse Melanie.

– Vocês estão lindas – disse Carly, com o pincel de maquiagem na mão. Ela tinha terminado de maquiar Anna. Elas estavam na sala do apartamento de Freddie.

– Oi – disseram Freddie, Griffin e Gibby, entrando no apartamento. – Tudo certo lá embaixo.

– Depois que elas descerem, levem o bolo, ok? – cochichou Carly.

– Vocês estão aprontando alguma coisa? – perguntou Anna, desconfiada.

– Não!

– Freddie – disse a sra. Benson –, avisa os noivos para irem para o salão de festas.

– Vamos – disse Sam e ela, Griffin, Freddie e Carly saíram do apartamento.

– Você tá linda – disse Griffin, abraçando Carly. – Vai ser a mais bonita da festa.

– Discordo – disse Freddie, abraçando Sam. – Minha loirinha vai ser a mais bonita. – Eles entraram no aprtamento de Carly.

NO S@LÃO DE FEST@S

Carly e Sam chegaram à porta do salão de festas do prédio, com Lewbert e Spencer.

– O juiz já chegou – disse Tasha, parada na porta,com a lista de convidados. Eles entraram. Mesinhas com toalhas brancas e prateadas estavam dispostas pelo salão, deixando um corredor no meio – da porta até a mesa do juiz, perto do pequeno palco –, onde estendia-se um tapete vermelho. Um coração de balões prateados formava-se nas paredes laterais e havia arranjos de rosas por todos os lados. Os convidados estavam sentados às mesas, conversando e sorrindo.

– Não acredito que fizeram tudo isso – disse Spencer, surpreso.

– É nosso presente – disse Carly.

– Se não cuidar direito da minha mãe, eu te coloco na rua com pontapés – disse Sam a Lewbert.

– Não se preocupe, filhinha. Obrigado por isso.

– Vamos – disse Carly. Spencer e Lewbert posicionaram-se perto da mesa, depois de cumprimentarem alguns convidados.

– Ótimo trabalho, Carly – disse o sr. Shay.

– Obrigada, pai – disse ela, sorrindo e ligando para Griffin. – Pode trazer as noivas.

@LGUNS MINUTOS DEPOIS

Os noivos estavam trocando as alianças quando Carly recebeu uma mensagem de Griffin.

– Os meninos estão nos chamando – disse ela para Sam e elas saíram.

– O que foi? – perguntou Carly, quando encontraram Griffin e Freddie, no corredor.

– O bolo – disse Griffin. – Já era.

– Como assim já era?

– A gente tava tirando ele do elevador e o Chuck tava lá. Ele colocou o pé, a gente não viu e ... – disse Freddie.

– Ah, meu Deus – disse Carly.

– Onde vamos conseguir outro bolo agora? – perguntou Sam. – Eu vou matar aquele garoto!

– Tasha e Gibby, junto com o pai dele, estão fazendo ele limpar tudo – disse Freddie.

– E agora? – perguntou Carly, desesperada.

– Alguém deve ter um bolo nessa cidade – disse Sam. – Algum casamento ou aniversário cancelado.

– E como vamos sa... – começou Freddie. – Twitter – ele pegou o celular e começou a escrever. – Pronto, agora é esperar a resposta.

– Pessoal – disse o sr.Chambers, pai de Chuck, aproximando-se –, eu sinto muito por tudo. Chuck passou dos limites. Tem alguma coisa que eu possa fazer?

– Tem – disse Freddie, olhando a nova mensagem. – Achamos um bolo.

– Onde?

– Fronteira com o Canadá – disse ele.

NO C@RRO

O sr. Chambers levou Freddie, Sam e Griffin. Carly ficou para que ninguém desconfiasse de nada.

– Dá pra acelerar? – perguntou Sam.

– Estou na velocidade máxima – respondeu o sr. Chambers.

– Nova mensagem – disse Freddie, pegando o celular no bolso do paletó. – A noiva jogou o bolo pela janela.

– Ah, meu Deus – disse Sam. – Volta, sr. Chambers. – O homem fez o retorno.

– Uma garota disse que a mãe dela é confeiteira e fez um bolo pra um casamento que foi cancelado – disse Freddie, lendo outra mensagem.

– Os fãs do iCarly são demais! – disse Sam.

– Carly – disse Griffin ao celular –, conseguimos um bolo.

N@ FEST@

– Onde está a Sam? – perguntou Pam a Carly.

– Ahn... ela foi ao banheiro – respondeu Carly. – Preciso ver o serviço. Lincença – ela saiu.

– Não acredito que o Spencer casou – disse vovô Shay. – Nunca pensei que viveria pra ver isso.

– Pai – disse o sr. Shay, tirando dois envelopes do bolso interno do paletó. – Esse é meu presente para os recém-cadasos – ele deu um envelope para Spencer e outro para Lewbert. – Cinco dias nas Bahamas.

– Muito obrigado, pai – disse Spencer, abraçando o pai. Os outros agradeceram também.

– Não se preocupem. Eu cuido das crianças até vocês voltarem – disse o sr. Shay. – Guppy me chamou de “vovô”. Isso não é legal?

Carly recebeu um telefonema de Griffin e saiu do salão. O sr. Chambers e Freddie seguravam um bolo de três andares, branco com rosas de glacê. – Perfeito! – disse ela.

– Temos que enviar um pôster autografado do iCarly para garota – disse Freddie.

– Obrigada, sr. Chambers – disse Carly.

– Obrigação dele pagar o bolo – disse Sam.

– Sam! Vamos. – Eles entraram pela porta lateral e colocaram o bolo na mesa.

@LGUM TEMPO DEPOIS

– Nós ganhamos uma bolsa para um curso de cientistas-júnior, na Inglaterra – disse Melanie aos outros.

– Vamos semana que vem – disse Nevel. – A universidade vai pagar um colégio interno pra gente e depois temos uma vaga para o curso que quisermos.

– Legal – disse Sam. – Vou sentir saudades – ela abraçou a irmã.

– Sério? – perguntou Melanie, surpresa, retribuindo o abraço.

– Mas não se acostuma – disse Sam, afastando-se.

– Temos que agradecer vocês pela festa – disse Anna, aproximandos-se, acompanhada por Pam.

– Maravilhosa – disse Pam. – O bolo estava uma delícia.

– De nada – disseram eles.

– Ei, faltou a valsa – disse Gibby.

– É mesmo – disse Freddie. – Vou pedir ao DJ para colocar uma valsa. – Ele saiu.

A valsa começou a tocar e os casais começaram a dançar abraçados.

– Então, você não acredita que casamento seja pra sempre? – perguntou Griffin a Carly, enquanto dançavam.

– O nosso vai ser – disse ela e ele sorriu.

– Melanie – disse Nevel, parando de dançar e pegando uma caixinha no bolso –, aceita ser minha namorada?

– Aceito – ela sorriu. Ele abriu a caixinha e colocou o anel de brilhantes no dedo dela. Eles beijaram-se.

– Sabe o que eu disse ontem? – perguntou Sam a Freddie. – É mentira. Eu acredito que o amor possa durar pra sempre.

– Eu te amo, Sam – disse Freddie, sorrindo, e a bejou.

– Papai Spencer – disse Guppy, interrompendo o beijo e a dança de Spencer e Anna. – Mãe, posso tirar isso? – ele puxou a gravata do terno.

– Pode – disse Anna, sorrindo. Ele tirou tudo e ficou só de calça.

– Te amo, Panzinha – disse Lewbert a Pam.

– Te amo, Lew-lew. – Eles beijaram-se.

Tasha e Gibby estavam dançando abraçados. Ele, em cima de um banquinho para ficar do tamanho dela.

A valsa terminou e o DJ anunciou: – Daaaança Maluuuca! – Uma música agitada tocou e todos começaram a pular, agitar os braços e balançar a cabeça.

FIM

*Errata: Na fic “Assassinei o castonim”, eu coloquei o nome do pai de Chuck sr. James, mas o nome é sr. Chambers. Eu tinha entendido eles falarem James em “iBeat the Heat”.

5 comentários:

  1. AAAHHH....
    Tah acabanduuuuuuuuu!!!!!!!!!
    Buaa Buaa Buaa...
    Voh entra em depressão..
    T.T
    (sahushaushauhsa')
    Mais voltandoo..
    Adoreei a fic, mto legal elles fazerem uma festa surpresaa
    e o Chuck tinha q estragar algo neah!?!?
    Tah cada vez melhor viiu Sô!!
    Voh esperar a 4 temporada (Mais naum queria q acabasse)={
    Espero mais post's...
    Kiss***
    Byee*¨*

    ResponderExcluir
  2. a fic muito legal,espero que proxima parte chegue logo!

    ResponderExcluir
  3. Bia (FanficsICarly)06/04/2011 13:28

    ESSA FIC TA P-E-R-F-E-I-T-A
    AMEI ELES MUITO FOFO
    VOCÊ É D+ D+ MESMO


    TE ADORO

    ResponderExcluir
  4. AHHHHHHHHHHH NAO TENHO VISTO AS ULTIMAS FIC , EU FIKO MT OCUPADA COM OS TRABALHOS , ESSA FOI A MELHOR DE VERDADE , AHHH MELHORR AMEI ! E EU RI DE MAIS PARA FALAR A VERDADE ! ATÉ FIZ UM OOOOHHHH QUANDO TODO MUNDO SE BEIJOU ! KSAPOKSAPOKS PARÁBENS ESPERO QUE CONTINUE ! .

    ResponderExcluir
  5. Serioo gostei da Fic e tals mais o que tá me irritando no seu blog é ver que as fotos recentes nem sao mais recente. mas o resto ta otimo continue assim que voce vai longe

    ResponderExcluir