sexta-feira, 17 de junho de 2011

Fanfic "Deu a louca na Nickisney" episódio 14

Olá, gatinhas e gatinhos!!! Desculpa por demorar tanto para postar “Deu a louca na Nickisney”, mas aí vai. Espero que gostem.

Dedicado a “Seddie_S2” por todo apoio e incentivo. Obrigada!!!

**ESTA É UMA OBRA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA. SEM INTENÇÃO DE OFENDER NEM DIFAMAR OS ATORES E ATRIZES AQUI CITADOS, NEM SEUS FÃS.

Episódio 14

UMA CHANCE

–– Por que o Drew sabia de tudo? –– pergunta Nathan a mãe.

–– Eu não aguentava mais guardar isso pra mim –– diz Mary –– e ele atendeu um telefonema do seu pai, ano passado, dizendo que queria voltar para falar com vocês.

–– Como você conseguiu guardar isso por tanto tempo? –– pergunta Sônia, servindo uma xícara de chá para mulher.

–– Foi muito difícil –– diz Mary e toma um pouco de chá. –– Pra onde será que o Sterling foi?

–– “Vamo” procurar ele –– diz Justin, quando o celular dele toca. –– Oi, Sel... – David fica incomodado. –– Tô com um problema aqui em casa... Te conto depois... Tô bem... Tá, tchau.

–– A gente vai lá –– diz Nathan e ele e Justin saem. Eles andam pela cidade toda, mas nem sinal de Sterling. O irmão tinha saído sem celular.


Até a hora do almoço, Sterling ainda não tinha aparecido. Selena liga de novo para Justin.

–– Sterling sumiu –– diz Justin a ela. –– Não fica preocupada, linda... Vou te contar o que aconteceu, é uma história longa pra falar pelo telefone... Tá. Nathan, Jennette quer falar contigo –– Justin passa o celular para o irmão.

–– Oi, princesa –– diz Nathan. –– ...Não precisa se preocupar. Foi algo sério, mas eu tô bem... A gente se fala. Te amo... Tchau –– ele desliga. –– Elas estão preocupadas com a gente, mas não posso contar para Jen pelo telefone.

–– É –– diz Justin.

–– Sterling apareceu? –– pergunta Drew, entrando na cozinha. –– Mamãe tava uma pilha de nervos, mas ela dormiu com o relaxante.

–– Nem sinal –– diz Justin.

–– Tô saindo –– diz David, entrando na cozinha.

–– Pra onde você vai? –– pergunta Justin.

–– Não é da sua conta –– diz David, aborrecido.

–– Ei –– diz Drew, parando na frente dele. –– Eu sou seu irmão mais velho e responsável por você quando mamãe não está. Ela disse que você não pode sair. Sobe agora e vai estudar.

–– Você não manda em mim –– diz David, desafiador.

–– Mamãe vai adorar saber que você saiu sem ela deixar, quando ela acordar –– diz Nathan.

–– Idiota –– diz David, aborrecido, e sobe as escadas.


Mais tarde as DeLuise, menos Miranda, chegam à casa dos Stewart. Jennette e Nathan abraçam-se. Selena e Justin também.

–– Sterling apareceu? –– pergunta Demi, preocupada.

–– Não –– diz Nathan.

–– Eu vou procurar por ele –– diz ela e sai.

–– Cadê a Miranda? –– pergunta Drew.

–– Ela estava com uma dor na barriga e foi pra casa –– diz Miley. –– Então, o que aconteceu? Vocês quase nos mataram de preocupação.

–– Sentem aí, que a gente vai contar –– diz Nathan e eles sentam-se.


Demi caminha pela Avenida Stephenie Meyer e depois desce para areia. O céu está nublado e a maré está alta. À distância, ela vê Sterling sentado em uma pedra, olhando para o mar. Ela vai até lá e sobe na pedra.

–– Ei, garoto, tá todo mundo preocupado com você –– diz Demi, sorrindo, sentando-se ao lado dele.

–– Demi, eu quero ficar sozinho –– diz Sterling, triste.

–– Eu vou ficar aqui quietinha –– diz ela. Eles ficam em silêncio ouvindo o marulho, por um tempo. –– Olha só, uma baleia –– Demi aponta para baleia batendo a cauda em alto-mar.

–– Nossa, quase nunca a gente vê baleias aqui –– diz Sterling, sorrindo. Eles entreolham-se. –– Como me achou aqui? Poucas pessoas vêm aqui.

–– Vim pela areia e te vi –– diz Demi. –– Seus irmãos e sua mãe estão procurando por você.

–– Não quero voltar pra casa –– diz Sterling, desviando o olhar para o mar.

–– Que aconteceu?

–– Nunca te disse que sou adotado, né?

–– Não –– diz Demi, surpresa.

–– É –– diz Sterling. –– Eu achava que o sr. e a sra. Stewart tinham me adotado, mas não. A sra. Stewart me adotou quando minha mãe biológica fugiu com o sr. Stewart e me deixou.

–– Ah, Sterling –– diz Demi. –– Você descobriu hoje?

–– É, o sr. Stewart voltou.

–– Quê!? –– diz a garota, confusa. –– O pai de vocês não morreu?

–– Não. Quando ele foi embora, mamãe resolveu dizer que ele tinha morrido –– diz Sterling, triste. –– Eu não quero voltar pra casa. Com que cara vou olhar pra minha mãe, sabendo que a outra fugiu com o marido dela e ainda deixou uma criança pra ela cuidar. Você imagina como foi difícil pra ela olhar pra mim e lembrar dela?

–– A sra. Mary não culpou você por isso ou ela não teria adotado e cuidado de você. Ela não te abandonou mesmo estando com raiva da sua mãe –– diz Demi, olhando-o nos olhos. –– Ela sabe que você era uma criança e não tinha nada com essa história.

Sterling fica em silêncio e Demi também não fala nada. Depois de um tempo começa a chuviscar.

–– Acho melhor você ir pra casa –– diz Sterling.

–– Só se você for comigo –– diz Demi, sorrindo. –– Vamos, você não quer ficar ensopado, né? –– Eles descem da pedra e correm para calçada, de mãos dadas.


–– Ah, finalmente –– diz Nathan, ao abrir a porta para Sterling e Demi. Eles entram, com as roupas pingando água. –– Mamãe tá preocupada com você, cara.

–– Onde ela tá? –– pergunta Sterling.

–– Lá em cima –– responde Nathan.

–– Eu já vou –– diz Demi. –– Depois a gente se fala.

–– Tá. Tchau –– diz Sterling e sobe as escadas, correndo. Ele entra no quarto da mãe e esta está em pé, olhando pela janela. –– Mãe?

–– Ah, meu bem –– diz Mary e o abraça. –– Não some assim, filho. Eu fiquei preocupada. Você está bem? –– ela olha para ele, segurando-lhe o rosto entre as mãos.

–– Tô –– diz Sterling, desviando o olhar. –– E a senhora?

–– Estou melhor agora –– diz Mary, sorrindo.

–– Desculpa ter sumido assim. É que eu fiquei com vergonha da senhora e dos garotos pelo que a outra fez.

–– Não seja bobo –– diz Mary, séria. –– Você não tem que ter vergonha de nada. Quem fez algo errado foi ela. Você é um garoto maravilhoso e é tão meu filho quanto Drew, Nathan, David e Justin.

–– Eu te amo, mãe –– diz Sterling, sorrindo, e a abraça. –– A senhora é a melhor mãe do mundo!

–– Também te amo, Sterling –– diz ela. –– Nunca duvide disso.


–– Miranda, você não quer jantar? –– pergunta Jennette à irmã, deitada na cama.

–– Não –– diz Miranda, fazendo uma careta.

–– Ainda está com cólica?

–– Não acho que é cólica –– diz a garota, colocando a mão no lado direito da barriga. –– Eu tomei remédio e não passou. Parece que aumentou.

–– Quer que eu chame a mamãe? –– pergunta Jennette, preocupada com a agonia da irmã.

–– Não. Vai passar –– diz Miranda, deitando de lado para ver se fica mais confortável.

–– Oi –– diz Selena, aparecendo na porta do quarto, acompanhada por Justin. –– Você não tá bem, né? –– pergunta a Miranda. –– Eu tô sentindo um incômodo na barriga.

–– Incrível, uma sente o que a outra sente –– diz Justin.

–– Ai –– diz Miranda, sentando-se e dobrando o corpo para frente, com a mão no lado direito da barriga.

–– Acho melhor levá-la ao médico –– diz Jennette, aproximando-se da irmã. –– Calma, Miranda, vai ficar tudo bem. Você pode andar?

–– Deixa, eu levo ela –– diz Justin, pegando a garota no colo.

–– Eu vou avisar o papai e a mamãe –– diz Selena e sai correndo na frente. Ela abre a porta quando Nathan toca a campanhia e passa por ele. –– Oi, Nathan.

–– Oi –– diz ele, confuso. –– O que houve? –– pergunta ele, ao ver Justin descendo as escadas com Miranda, subindo ao encontro deles.

–– Ela tá com muita dor –– diz Jennette.

–– Deixa que eu levo –– diz Nathan ao perceber o esforço do irmão. Justin passa a garota para os braços dele.

–– Ai, tá doendo muito –– diz Miranda, chorando. Jennette pega as chaves do carro do pai e eles saem. Ela abre a mini-van e Nathan coloca Miranda no banco de trás, quando o sr. e a sra. DeLuise chegam.

–– Calma, filha, vai ficar tudo bem –– diz Maria, sentando-se no banco de trás com a filha. O sr. DeLuise senta-se no banco do motorista. Nathan e Jennette sentam-se no terceiro banco.

–– Justin, avisa as garotas que vou levar Mi ao hospital. Eu ligo pra dar notícia –– o sr. DeLuise sai com o carro quando começa a chuviscar. O garoto fecha a porta da casa e vai para Pizzaria.


–– Então, doutor, o que minha filha tem? –– pergunta o sr. DeLuise ao ver o médico que atendeu Miranda, entrar na sala de espera.

–– Apendicite –– diz o médico. –– Vamos ter que operar imediatamente.

–– Ela vai ficar bem, né? –– pergunta a sra. DeLuise, preocupada.

–– Vai, sim –– diz o médico. –– Venham comigo, os senhores precisam assinar um termo de responsabilidade –– os senhores DeLuise acompanham o médico.

–– Vai ficar tudo bem, linda –– diz Nathan para Jennette, sentada ao seu lado, abraçando-a. –– A cirurgia de apendicite é rápida e não tem muito risco.

–– Eu sei –– diz Jennette, baixinho. –– É que é minha irmã. Eu fico preocupada. Eu me sinto mal por a gente não estar se falando direito.

–– Por causa da história das fotos?

–– É. Mas a gente já não era tão próxima desde que ela entrou para o grupo popular na nossa outra escola.

–– Ela vai ficar bem e vocês vão resolver tudo –– diz Nathan, sorrindo para Jennette.


–– Oi –– diz Demi, sorrindo, entrando no quarto de Miranda, acompanhada por Selena, Justin e Sterling.

–– Oi –– diz Miranda, sorrindo.

–– Tem várias pessoas aí fora pra te ver –– diz Selena. –– Mas a enfermeira só autorizou cinco de cada vez.

–– Ah, eu vou sair pra que outra pessoa possa entrar –– diz o sra. DeLuise e sai.

–– É rápido porque vamos pro colégio –– diz Demi. –– A gente queria vim ontem, mas você estava dormindo depois da cirurgia...

Leon, Victoria, Miley, Jennette e Nathan entraram depois.

–– Como tá minha líder de torcida favorita? –– pergunta Leon, entregando um cachorrinho de balão a ela. –– Que Madisen não ouça eu dizendo isso –– ele abaixa a voz.

–– Obrigada, Leon –– Miranda sorri.

–– Deu um susto na gente, Mi –– diz Victoria. –– Que bom que tá bem, agora.

–– É –– diz Miranda, olhando para Jennette e Nathan. –– Obrigada, Jen e Nathan. Mamãe disse que vocês ficaram aqui até meia-noite e só foram embora depois que o médico deixou vocês me verem.

–– A gente tava preocupado –– diz Nathan.

–– Quer dizer que vocês me perdoaram pela história das fotos? –– pergunta Miranda. –– Você disse que me perdoou, Jen , mas nem fala direito comigo.

–– Hora de ir, passoal –– diz Miley. –– Se cuida, viu, Mi? Tchau. –– Os outros despedem-se e saem.

–– Eu já esqueci o que aconteceu, Miranda –– diz Nathan. –– Eu sei que você errou por deixar se levar pela Madisen, mas eu e Jen estamos juntos; o que passou não tem importância.

–– A gente só se afastou porque você quis –– diz Jennette. –– Eu não consigo guardar mágoa da minha irmãzinha caçula –– ela sorri e abraça Miranda.

–– Melhoras –– diz Nathan, sorrindo. –– Jen, vamos? Ou vamos chegar atrasados.

–– É mesmo –– diz Jennette. –– Tchau, Mi. Se cuida.

–– Tchau –– diz Miranda, sorrindo.


–– Que foi, Jus? –– pergunta Selena ao perceber que o garoto está inquieto, na carteira.

–– Percebeu que David não veio hoje? –– pergunta Justin e Selena olha rapidamente a sala. –– Ele bebeu de novo ontem e acordou mal.

–– Mas onde ele consegue bebida?

–– Eu não sei –– diz Justin. –– Ele ficou mal porque a gente tá junto.

–– Sr. Stewart e srta. DeLuise –– disse o professor ––, se vocês quiserem eu posso parar e deixar os dois conversarem.

–– Desculpa, professor –– disseram os dois, sendo observados pelos colegas.


–– Oi, Demi –– diz Sterling, sorrindo para garota, na hora da saída.

–– Oi –– diz ela, sorrindo.

–– Aceita passear na praia comigo?

–– Tá nublado, acho que vai chover.

–– Padaria Musso, que acha?

–– Ótimo –– diz Demi, sorrindo. Ele segura na mão dela e eles saem.

Becky passa por Madisen no corredor e ela chama-a.

–– Becky, eu preciso de você no time –– diz Madisen. –– O camapeonato é no mês que vem e eu estou com o time desfalcado.

–– Desculpa, Mad, meus pais me proibiram de voltar para o time enquanto você for a líder –– diz Becky.

–– Por favor, Becky –– diz Madisen. –– Conversa com eles.

–– Becky –– diz Milly, olhando para irmã. Dylan e Cole estão com ela. –– Vamos?

–– Tchau, Mad –– diz Becky e eles saem.


–– O que foi? –– pergunta Demi a Sterling. O garoto está observando-a desde que chegaram à Padaria. Ele chega sua cadeira para perto de Demi.

–– Eu amo olhaR pra você –– ele acaricia a bochecha dela. –– Desculpa por ter sido tão grosso com você. Eu entendo que você não quer entrar em outro relacionamento agora, mas se me der uma chance...

Demi beija-o e Sterling corresponde, abrçando-a pela cintura. Ela sente seu coração disparar enquanto Sterling beija-a suave e apaixonadamente. Eles enceram o beijo com um selinho, mas continuam com as testas juntas e os olhos fechados.

–– Isso quer dizer... –– diz Sterling.

–– Que eu quero ser sua namorada –– diz Demi e ele olha para ela. –– Se você ainda me quiser.

–– Eu quero –– diz Sterling ao ouvido dela. –– Demetria DeLuise, aceita ser minha namorada? –– pergunta, segurando a mão dela.

–– Aceito. –– Eles dão um beijinho.

–– Licença –– diz Mitchel, com as xícaras de chocolate na bandeja. Ele serve os dois, olhando para baixo.

–– O que aconteceu com seu rosto? –– pergunta Sterling ao ver o lado da boca de Mitchel roxo.

–– Eu caí de bicicleta –– diz o garoto e sai.


Miranda e Jennette estão conversando e rindo quando a enfermeira anuncia que Miranda tem uma visita.

–– Quem será? –– pergunta Miranda. –– Veio todo mundo, não?

–– Oi –– diz Drew, entrando no quarto. Miranda passa a mão no cabelo. –– Acho que só eu não visitei a doentinha –– ele sorri. –– Tudo bem?

–– Tudo –– diz Miranda, sorrindo.

–– Eu vou ver se o médico já chegou –– diz Jennette e pisca para irmã.

–– Cadê a Debby? –– pergunta Miranda, depois que Jennette sai.

–– Ela não veio, mas desejou melhoras.

–– Aposto que ela ficaria feliz se eu morresse.

–– Por que não gosta da Debby?

–– Eu? Por que não gostaria dela? –– pergunta Miranda, irônica.

–– Você tá sendo irônica –– diz Drew, sorrindo. –– Ou seria ciúmes?

–– De você? Não fui eu que quebrei a cara da Debby.

–– Po falar nisso, recebi uma intimação hoje de mahã –– diz Drew. –– Wolff tá me processando por danos físicos e ameaça.

–– O quê? –– pergunta Miranda, surpresa. Ela faz uma careta ao sentar-se, bruscamente.

–– Ei, calma –– diz Drew, aproximando-se e fazendo-a deitar. –– Ele disse que ia me processar e cumpriu. Não se preocupe comigo, você que está doente.

–– Desculpa, Drew, por não ouvir você, depois fazer você se involver em uma confusão e agora ser processado –– diz Miranda, nervosa.

–– Se soubesse que ia ficar assim não tinha vindo –– diz Drew. –– Não deveria ter dito nada.

–– Estou feliz por você ter vindo –– diz Miranda, sorrindo. –– Mesmo sabendo que depois vai voltar pra Debby.

–– Eu e Debby terminamos –– diz Drew. –– Se é que se termina um namoro de mentira.

–– Vocês não estão juntos? –– pergunta Miranda, esperançosa.

–– Eu estava tentando fazer ciúmes em uma garota –– diz ele, olhando nos olhos de Miranda ––, mas parece que não funcionou. Ela não gosta de mim.

–– Se for a garota que eu tô pensando ela gosta de você e ficou com ciúmes. Só não sabe se você perdoa ela por tudo de errado que ela fez –– diz Miranda, séria, olhando para ele.

–– Diz a ela que eu perdoo. –– Eles sorriem.

–– Boa tarde –– diz o médico, entrando no quarto, acompanhado pelos senhores DeLuise e Jennette. –– Tudo bem, srta. DeLuise? –– Miranda balança a cabeça, afirmativamente. –– Vou assinar sua alta, mas vou deixar uma lista de cuidados a ser tomados.

–– Ok –– diz Miranda, sorrindo.

O médico assina a alta e o sr. e a sra. DeLuise levam Miranda para casa. Drew vai com eles e carrega Miranda no colo até o quarto dela.

–– Não precisa se dar o trabalho –– diz o sr. DeLuise.

–– Trabalho nenhum. Espero que fique bem –– diz ele a Miranda. –– A gente se fala depois –– ele dá um beijo na testa dela e sai.

–– Stewart –– diz o sr. DeLuise, no andar de baixo ––, você não tá namorando minha filha, né?

–– Não, sr. DeLuise –– responde Drew.

–– Eu acabei aceitando Nathan namorar Jennette e Justin namorar Sel, mas você é o mais velho, né?

–– Sou.

–– Miranda ainda é uma criança e você é bem mais velho que ela.

–– Minhas intenções com ela são as melhores possíveis, sr. DeLuise –– diz Drew.

–– Espero que vocês sejam só amigos –– diz o homem, abrindo a porta. –– Boa tarde, Stewart.

–– Boa tarde –– diz Drew e sai.


Comentar é divertido!!! Deixe um comentário para eu saber o que você achou!

3 comentários:

  1. Amei , amei, amei !!! . Agora esperar até o dia 26 para ver outra postagem ! #chegalogo

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHH'
    Ameeei.........
    Vc finalmente jundo meu casal Stemi!!!
    Mtoo fofinhuuu!!
    Agora falta a Tori e o Leon!!
    XD
    Neem fico pedindo pra junta todo mundoo!! ^.^
    kkk'
    Adorei q foi dedicado a Mim!!
    Brigada Sô!!
    Vc eh mtoo FOFAA!!!
    Continua logoo tah..!
    Espero mais fic's
    e veh se coloca logo a continuação de Nicksney.. e iCarly tbem!!
    Kiss**
    Bye*¨*

    ResponderExcluir
  3. Treee masssaaaaa! Q pai ciumento, bem pensado! kkkk mt bem msm! :D

    ResponderExcluir