sexta-feira, 22 de julho de 2011

Fanfic "Deu a louca na Nickisney" episódio 15

Olá, gatinhas e gatinhos! Desculpa a demora em publicar, mas aí está mais um episódio de “Deu a louca na Nickisney”. Espero que gostem! Obrigada, obrigada, muito obrigada pelo apoio e incentivo, AMOOOOOOOOOOO VOCÊS!!!!

Dedicada aos fãs de Selena Gomez, em comemoração ao aniversário da diva, que é hoje! #HappyBDaySel

**ESTA É UMA OBRA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA. SEM INTENÇÃO DE OFENDER NEM DIFAMAR OS ATORES E ATRIZES AQUI CITADOS, NEM SEUS FÃS.


Episódio 15


FICA COMIGO


Madisen encontra Brenda na entrada do colégio. – Amiga, quanto tempo. Você sumiu – diz Madisen, sorrindo.

–– Pois é –– diz Brenda. –– Meu pai descobriu que eu passava o tempo que deveria estar na escola no Clube. Ele esperava que eu ficasse perdendo tempo na escola com o Clube aí do lado?!

–– Ele obrigou você a voltar.

–– É –– diz Brenda, frustrada. –– E você? Tudo certo?

–– Estou indo fazer uma coisa. Vem comigo que eu te conto –– diz Madisen. Elas vão caminhando, de braços dados, enquanto Madisen conta o que vai fazer.


–– Oi, Sterling –– diz Demi, aproximando-se dele, na sala de aula, acompanhada por Jennette.

–– Oi, linda –– diz ele, sorrindo e abraçando-a.

–– Peraí –– diz Nathan, depois de abraçar Jennette ––, vocês estão juntos e não contam nada pra ninguém?!

–– Demi resolveu me dá uma chance –– diz Sterling, abraçando Demi pela cintura e dá um beijo na bocheha dela, que sorri.

–– Ei – diz Drew, entrando na sala e aproxiando-se deles. –– Como está Miranda?

–– Bem –– diz Demi ––, mas ela tem que ficar em casa, por enquanto.

–– Seu pai me chamou a atenção ontem e disse que esperava que a gente fosse só amigos –– diz Drew, franzindo o cenho.

–– Bem-vindo ao Clube dos Genros do sr. DeLuise –– diz Nathan, sorrindo.

–– Parece que o único que ele gosta, mais ou menos, é o Justin –– diz Sterling.

–– Papai é só cuidadoso –– diz Demi, sorrindo.

–– Se eu souber que está falando mal do meu pai por aí, eu te bato –– diz Jennette a Nathan, dando um tapa no braço dele. Ele abraça-a, sorrindo.

–– Bom dia, classe! –– diz a professora de Matemática, entrando na sala. –– Todo mundo sentado, por favor!


Mitchel chega atrasado à Escola e abre seu armário, para pegar seus livros. Um monte de peixe estragado cai de dentro do armário e espelha-se pelo chão.

–– Que fedor horrível, Musso –– diz Noah, vindo na direção dele, acompanhado por dois amigos. –– Não tomou banho, foi? –– Os três riem.

Mitchel olha para o chão e pensa como vai limpar aquilo.

–– E meu dinheiro? –– pergunta Noah. –– Trouxe ou vai querer um olho roxo dessa vez? –– Mitchel pega umas notas no bolso e dá a Noah. –– Isso aí. Sai da frente, magrelo –– ele empurra Mitchel e sai, acompanhado pelos outros. Mitchel cerra os punhos, com raiva, e sai para procurar um funcionário da limpeza.


Miley chega ao ginásio antes de todo mundo e abraça Liam, que está jogando basquete.

–– Miley, estamos na escola –– diz ele, olhando para entrada do ginásio e afastando-a.

–– Mas não tem ninguém aqui –– diz Miley, colocando os braços em torno do pescoço de Liam. Ela sorri e dá um beijinho nele.

–– Miley, eu já disse que nós não podemos ter nada –– diz Liam, sério, afastando-a. –– É pro seu próprio bem. Imagina se seus pais descobrem, eles nunca vão aceitar e isso vai fazer você sofrer. Eu sei.

–– Mas eu te amo.

–– Não! A gente não pode ficar junto. Entende, por favor –– diz Liam, triste. Os outros alunos começam a entrar na quadra e ele afasta-se de Miley.


O sr. e a sra. DeLuise entram na diretoria e o sr. Savage cumprimenta-os. –– Os senhores disseram que é um assunto sério? –– pergunta o diretor, preocupado.

–– É, sim – diz o sr. DeLuise. –– Vou ser bem direto. O professor de Educação Física foi visto beijando minha filha, Miley.

–– O quê? – pergunta o diretor, surpreso. –– Mas... –– O sr. DeLuise pega as fotos e passa para o diretor Savage, que observa Miley e Liam beijando-se. –– Eu vou conversar com o prof. Heamsworth.

–– Se ele estiver mesmo tendo algum relacionamento com minha filha, eu sou totalmente contra e exijo que a escola afaste o professor –– disse o sr. DeLuise, firme.

–– Sim, sr. DeLuise. Não se preocupe.


Liam entra na diretoria depois da sua aula.

–– Me chamou, diretor?

–– Ah, sim – diz o sr. Savage. – Sente-se, por favor. Vou ser bem direto, professor. Você está tendo algum relacionamento romântico com uma de suas alunas?

–– Hum... não.

–– De verdade? Você e a srta. Miley DeLuise?

–– Ah –– diz Liam, desconfotável. –– Miley é minha amiga...

–– Você costuma beijar suas amigas, professor? –– O diretor mostra a ele uma das fotos que o sr. DeLuise trouxera. –– Seja sincero, Liam. Nós sabemos o que aconteceu da última vez que se envolveu com uma aluna. Quando o aceite aqui, você jurou que não aconteceria de novo.

–– É, Miley está apaixonada por mim –– diz Liam, derrotado. –– Foi um erro ter beijado ela... Já disse a ela que não podemos ficar juntos...

–– Você também está apaixonado por ela? –– pergunta o diretor.

–– Ela é uma garota muito especial, mas sei que não posso e ainda estou muito ligado a Beatriz.

–– O sr. DeLuise exigiu seu afastamento do colégio.

–– O quê? –– diz Liam, surpreso. –– Mas eu não posso sair agora. Como vou encontar um outro emprego agora?

–– Sugiro que resolva o problema com o sr. DeLuise ou...


Miley e as irmãs entram em casa e encontram os pais na cozinha, com caras preocupadas.

–– O que aconteceu? –– pergunta Demi.

–– Nada –– diz Maria, sorrindo. –– Vocês podem subir, por favor? Queremos conversar com a Miley. –– Demi, Jennette e Selena saem da cozinha.

–– O que aconteceu? –– pergunta Miley, sentando-se à mesa.

–– Você tem alguma coisa pra nos contar, Miley? –– perguntou Maria. –– Sobre namorados ou algo assim?

–– Não, por que? –– responde Miley, franzindo o cenho.

–– Pode nos dizer algo sobre isso? –– pergunta a sr. DeLuise, mostrando as fotos.

–– Eu não acredito. Vocês estavam me espionando? –– diz Miley, incrédula, levantando-se.

–– Não. Uma pessoa nos trouxe isso –– diz o pai. –– Mas essa não é a questão. Você e o prof. Heamsworth estão juntos?

–– Não –– diz Miley. –– Ainda não.

–– Você gosta dele? –– pergunta a mãe.

–– Gosto –– diz Miley. –– Por que esse interrogatório todo, hein?

–– Não queremos você com ele, Miley –– diz o sr. DeLuise, categórico. –– Ele é seu professor e muito mais velho que você.

–– E qual o problema? –– pergunta Miley. –– O importante é o que a gente sente um pelo outro.

–– Você é minha filha e não sei quais as intenções desse rapaz. Com certeza não são boas –– diz o sr. DeLuise, levantando-se.

–– Você julga as pessoas sem nem conhecer. Se você não deixar eu ficar com o Liam, eu fujo de casa –– diz Miley e sai da cozinha.

–– Eu vou denunciá-lo por assédio a uma aluna menor de idade e vamos ver –– diz o pai, indo atrás dela. Miley sobe as escadas, correndo, e bate a porta do quarto.


Victoria e Leon estão andando, de mãos dadas, pela praça da cidade. Há um parquinho no meio da praça, onde algumas crianças brincam, sob os olhares das suas mães. Os dois passam perto do monumento dos fundadores de Nickisney, João Nickelodeon e Walt Disney, e sentam-se em um banco embaixo de uma amendoeira.

–– ...e eu saí correndo para o outro lado. Foi um desastre –– diz Leon, sorrindo.

–– Você é demais –– diz Victoria, rindo.

–– Aí meus pais perceberam que eu não tinha talento para futebol americano – diz Leon. Eles riem até que seus olhares se cruzam. Os dois ainda estão de mãos dadas. Leon segura a outra mão dela. –– Eu... quero te perguntar uma coisa, Tori.

–– Pode perguntar –– diz Victoria, sorrindo, sentindo seu coração disparar.

–– Você quer ser minha namorada? –– pergunta Leon, olhando-a nos olhos.

–– Sim –– diz Victoria, sorrindo, e eles beijam-se, apaixonadamente.


Miranda está sentada em sua cama, lendo, quando Jennette abre a porta e diz que ela tem visita.

–– Oi –– diz Drew, entrando no quarto, com um pequeno aquário com uma flor dentro.

–– Oi, Drew –– diz Miranda, sorrindo e fechando o livro. Ela passa a mão no cabelo.

–– Até mais –– diz Jennette, sorrindo, e sai, deixando a porta aberta.

–– Eu trouxe essa orquídea pra você – diz Drew, colocando o aquário na mesa de cabeceira. ––Lady Oliver disse que você ia gostar.

–– É a dona do orfanato? – pergunta Miranda, enquanto Drew pega a cadeira da penteadeira e senta-se perto da cama.

–– É. Falei de você pra ela. Lady Oliver pediu que eu trouxesse uma das orquídeas dela e desejou melhoras –– diz ele, sorrindo.

–– Obrigada –– diz Miranda. –– Você parece cansado.

–– É, reforma não é coisa fácil –– diz Drew. –– E você, está bem?

–– Tô –– diz Miranda. –– Demi me falou sobre meu pai. Desculpa, ele...

–– Esquece. Somos só amigos, né? –– pergunta ele, observando a reação dela.

–– É –– diz Miranda, parecendo decepacionada. –– Ahn, e o processo do Natt?

–– Ah, tenho uma audiência amanhã.

–– Desculpa, Drew, é tudo... –– diz Miranda, incomodada.

–– Ei, para com isso –– diz ele, sentando-se na cama e segurando a mão dela. –– Não é culpa sua. Se você continuar a se aborrecer, eu vou parar de vim te ver.

–– Não –– diz ela, subitamente e disfarça. –– Eu não tô aborrecida. –– Miranda respira e sorri.

–– Tem uma coisa no seu cabelo –– diz Drew, estendendo o braço e tira uma peninha branca. –– Acho que é do seu travesseiro.

–– É –– diz Miranda, ruborizando. Drew coloca uma mecha atrás da orelha dela e aproxima-se. –– Você não disse que a gente é só amigos? –– pergunta ela, olhando-o nos olhos e sentindo o perfume dele.

–– Eu não vou te beijar se você não quiser –– diz ele, sorrindo, e se aproxima mais dela. Eles fecham os olhos...

–– Mi, me em...? –– diz Selena, entrando, de supetão, no quarto. –– Ah. –– Miranda e Drew afastam-se.

–– Eu venho te ver amanhã –– diz Drew e dá um beijinho na bochecha de Miranda. –– Tchau, cunhada –– fala para Selena e sai.

–– Eu vou te matar –– diz Miranda para Selena.

–– Desculpa, mana, eu não sabia que o Drew tava’qui –– diz Selena, arrependida.

–– Sem desculpa –– diz Miranda, cruzando os braços.

–– Ah, vai, não fica zangada. Não hoje. Preciso daquela sua anckle boot emprestada. Por favor –– diz Selena, ajoelhando-se perto de Miranda.

–– Tá – diz Miranda e Selena abraça-a. –– Cuidado.

–– Ah, desculpa –– diz Selena e vai para o armário.

–– Vai sair com o Justin? Vai ficar mais alta que ele com a anckle –– diz Miranda, admirando a orquídea.

–– O que é que tem? –– pergunta Selena, com o sapato na mão. –– Nicole é maior que o Tom.

–– Péssimo exemplo –– diz Miranda. –– Eles se separaram.

–– Ah, Deus me livre –– diz Selena.


Justin está arrumando o cabelo quando David entra no quarto com uma garrafa de cerveja na mão.

–– Vai sair com a Sel? –– pergunta David.

–– Vou –– diz Justin, pegando a carteira. –– Cara, joga isso fora. Mamãe vai te matar, se...

–– Cuida da sua vida, traidor.

–– Sel não era sua namorada.

–– Eu gostei dela desde a primeira vez que a vi.

–– Eu também –– diz Justin. –– Eu não quero brigar com você, David.

–– Você não vai ficar com a Sel –– diz David e dá um soco em Justin, que cambaleia.

–– Ei, para com isso –– diz Nathan, segurando David. –– Cara, você tá bebendo de novo? –– ele solta o irmão e pega a garrafa. –– Vem, Jus. Colocar gelo no rosto. –– Os dois saem do quarto e descem as escadas.

–– Mamãe não tá em casa, né? –– pergunta Justin, quando eles entram na cozinha.

–– Não –– diz Nathan, despejando a cerveja na pia e jogando a garrafa na lixeira.

–– Não conta pra Sel o que aonteceu, tá? –– diz Justin, colocando gelo no rosto.

–– Tá –– diz Nathan. –– Vamo. Ela e Jen estão esperando a gente.


Mais tarde, quando Justin e Nathan vão deixar as garotas em casa encontram David sentado na escada da varanda dos DeLuise.

–– O que aconteceu, cara? –– pergunta Nathan.

David cambaleia até Selena e a abraça. –– Fica comigo, Sel. Eu te amo. –– A garota vira o rosto por causa do fedor de bebida.

–– Larga ela, David –– diz Justin aborrecido, tentando afastar o irmão da namorada.

–– Sai fora, idiota –– diz David, empurrando-o.

–– Cara, vai pra casa –– diz Nathan, segurando David. –– Entrem, maninas.

–– Vamos sel –– diz Jennette, segurando a mão dela. –– Boa noite, amor –– ela fala para Nathan e as duas entram em casa.

–– Sel, eu preciso de você, princesa. Fica comigo –– grita David, com a voz embargada, enquanto Nathan arrasta-o para casa. As pessoas na rua ficam olhando para eles. –– Sel, eu te amo...


Pessoal, vou ficar um tempo sem postar porque minha mãe resolveu fazer uma reforma aqui em casa e o computador não vai poder ser utilizado por um tempo. Sorry. Vou a postar assim que puder! Beijinhos!

3 comentários:

  1. Tudo bem ñ tem importancia só ñ fica sem postar ta legal???
    Vc já esta melhor?Espero q sim!!!!!!!!!!!!
    BEIJOSSSSSSSSSS
    ASS:Maria Júlia

    ResponderExcluir
  2. Treeee masssaaaaa tbm amei amei amei amei amei! Ficou tree massaaaaa, Tori e Lion mt tree!! :P

    ResponderExcluir