sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Deu a louca na Nickisney - episódio 17

 Olá, gatinhas e gatinhos! Mais um episódio de Deu a Louca na Nickisney. Espero que gostem! Deixem um comentário para eu saber o que acharam. Beijos :)

*ESTA É UMA OBRA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA, SEM INTENÇÃO DE DIFAMAR NEM OFENDER OS ATORES/ATRIZES AQUI CITADOS, NEM SEUS FÃS.

EPISÓDIO 17 - CULPADOS

Maria está dormindo no sofá quando as garotas descem as escadas, no dia seguinte.
-- Mãe -- chama Demi, baixinho.
-- Uhn -- Maria abre os olhos e senta-se. -- Que horas são?
-- Sete horas -- diz ela.
-- Seu pai voltou? -- pergunta Maria, passando a mão no rosto.
-- Não -- responde Jennette, passando o braço pelos ombros da mãe. -- Por que não sobe e toma um banho para relaxar, enquanto a gente faz o café?
-- Obrigada, queridas -- diz ela, levantando-se. -- Você está bem, Miley? -- A garota balança, afirmativamente, a cabeça.. -- E você, Miranda?
-- Tô bem, mãe -- diz Miranda, sorrindo.
-- Ok -- diz Maria e sobe as escadas. As garotas vão para cozinha e começam a preparar o café.
-- Mamãe tá péssima -- diz Selena, olhando para Miley. -- Ela e papai nunca brigaram assim.
-- O que foi? -- pergunta Miley, aproximando-se dela. -- Tá dizendo que a culpa é minha?
-- E quem mais arranja confusão aqui em casa?
-- Como se você fosse santinha.
-- Chega -- diz Demi, colocando-se entre as duas. Cada uma vai para um lado.
-- Baderneira -- murmura Selena.
-- Papa-anjo -- murmura Miley e Selena avança para ela.
-- Ôh -- diz Demi, alto. -- Parem -- ela segura Selena e Jennette segura Miley. -- Peçam desculpas.
-- Eu não -- dizem as duas.
-- Agora -- diz Demi, firme.
-- Desculpa -- dizem Miley e Selena, sem olhar uma para outra.

Mary abre a porta e fica surpresa ao ver Billy. -- O que você quer?
-- Você não deixou eu voltar aqui para falar com meus filhos -- diz ele, entrando. -- Soube que David está com problemas e Drew também.
-- Eles nunca precisaram de você e não é agora que vão precisar.
-- Pai? -- diz David, descendo as escadas.
-- Oi, filhão -- diz Billy, sorrindo e abraça David. -- Como está?
-- Bem.
-- Soube que andou aprontando -- diz Billy, sério. David ruboriza. -- Vamos falar sobre isso depois.
-- Pode ir agora, por favor? -- pergunta Mary, abrindo a porta.
-- Deixa ele ficar, mãe -- pede David. Os outros descem as escadas. -- Ei, pessoal, olha quem veio visitar a gente. -- Os garotos ficam sérios, olhando para o pai.

Maria e as garotas estão tomando café quando o sr. DeLuise entra na cozinha. -- Hum... Bom dia!
-- Bom dia -- respondem elas.
-- Vamos, meninas? -- pergunta Demi. -- Já está na hora. -- As meninas levantam-se, dão um beijo na mãe e outro no pai, ao saírem da cozinha. Miley só beija a mãe. Miranda sobe as escadas, devagar, para seu quarto.
-- Precisamos conversar -- diz o sr. DeLuise, sentando-se ao lado da mulher.
-- Eu já disse o que acho da sua atitude com as garotas. Eu entendo que queria cuidar, proteger, mas Miley ficou péssima com o que você fez.
-- Ele não gostava dela. Ela ia descobrir...
-- Seria melhor ela descobrir depois do que do jeito abrupto que foi, David. E pior foi  jogar na cara dela o fato de ser adotada. Eu nunca me arrependi de adotá-la.
-- Nem eu -- diz David. -- Eu errei, Maria, sei disso. Mas ele não era o cara certo para Miley.
-- E quem vai ser? -- pergunta Maria. -- Pra qualquer uma das seis? Você tem que encarar o fato de que suas menininhas cresceram e vão se apaixonar. E vão sofrer também. Não dá pra protegê-las de tudo, superpai. -- Ela sorri e ele sorri também.


Victoria está saindo do banheiro quando Keke e Madisen entram.
-- Oi, Victoria -- diz Keke, sorrindo.
-- Oi -- diz ela.
-- Parece feliz com seu novo namorado... Aproveita porque não vai durar muito -- diz Keke, séria, e Victoria olha para ela, assustada. -- Eu vou ter o Leon de volta, custe o que custar.
-- Eu não tenho medo de você, Palmer! -- diz Victoria, veementemente e sai do banheiro. Madisen e Keke batem as mãos espalmadas e sorriem.


-- Milly e Becky -- diz Madisen ao encontrá-las na sala. -- Estava procurando vocês. Preciso que voltem para o time de líderes de torcida.
-- Não podemos, Mad -- diz Becky. -- Desculpa.
-- Papai e mamãe não querem que a gente faça parte do time. Cole também não quer que eu volte -- diz Milly.
-- Por favor. Eu preciso de vocês -- diz Madisen, quase implorando. -- O time tá desfalcado e o campeonato está chegando.
-- Keke e Debby não estão no time?
-- É, mas eu preciso de mais duas para completar.
-- Vamos pensar -- diz Becky.
-- Becky -- diz Milly, olhando para irmã.
-- Mas vamos voltar para o time, não a andar com você e ser suas amigas -- diz ela e puxa a irmã para o corredor. Madisen faz uma careta para elas quando elas saem.


Miley está largada no sofá, ouvindo música no iPod, com os olhos fechados.
-- Miley -- chama o sr. DeLuise, mas ela não ouve. Ele puxa o fone do ouvido dela. Ela abre os olhos. -- Preciso falar com você.
-- Eu não -- ela levanta-se. Ele segura no braço dela.
-- Por favor, Miley -- diz ele, conciliador. -- Senta aí. -- Ela joga o iPod no sofá e se senta. O pai senta de frente para ela, na mesa de centro. -- Quando eu abri a porta e encontrei aquela menininha na cesta, há quatorze anos, eu a amei e decidi que iria protegê-la de tudo... -- Miley está olhando para o chão. Ela está com o cabelo preso, por isso a tatuagem no seu pescoço está à mostra. -- Sabia que isso dura pra sempre?
-- Várias coisas duram pra sempre -- diz ela, sem olhar para ele.
-- Desculpa por bater em você; não deveria ter feito aquilo. Olha pra mim -- ele segura a mão dela e Miley levanta a cabeça. -- Os pais erram, às vezes. Eu tenho a sensação de que vou perder vocês, a qualquer momento, e eu não quero isso. O prof. Hemsworth não é o cara certo pra você. Eu fui conversar com ele depois daquela nossa briga e ele disse que ia embora porque não queria entrar em outro relacionamento.
-- Se ele gostasse mesmo de mim ele não teria ido embora -- diz Miley, triste.
-- Isso quer dizer que me perdoou? -- pergunta o sr. DeLuise, olhando para ela. Ela desvia o olhar.
-- Oi -- diz a sra. DeLuise, entrando am casa. -- Tudo bem? -- pergunta, olhando de um para  o outro.
-- Tudo -- diz Miley. -- Mãe, vem cá. -- A sra. DeLuise senta-se ao lado dela. -- Eu quero falar uma coisa com vocês... ahn, eu... quero descobrir mais sobre minha mãe biológica.
-- Ah -- diz a sra. DeLuise, incomodada.
-- Mãe, você é minha mãe e ningúem vai mudar isso. Só quero saber mais sobre ela, é minha história, sabe? -- Maria abraça-a.
-- Tudo bem, querida. Você tem esse direito. Só nunca esqueça que eu te amo muito.
-- Miley -- diz o sr. DeLuise e ela olha para ele --, não esqueça que você é minha caçulinha querida. -- Ela sorri para ele, levanta-se e sobe as escadas.


Justin e Selena estão trabalhando juntos ao balcão da Pizzaria, quando Nathan entra acompanhado por Jennette.
-- Justin, ligaram do hospital. David sofreu um acidente de carro.
-- E ele tá bem? -- pergunta Justin, preocupado.
-- Não sei. Tô indo com a mãe e Sterling pro hospital.
-- Eu vou com vocês -- diz Justin, saindo de detrás do balcão.
Jennette e Selena acompanham os dois até a rua.
-- Tudo isso é culpa sua -- diz Mary ao ver Selena. -- Você fez o David começar a beber e... se acontecer algo de ruim com ele...
-- Mãe -- diz Justin, aborrecido. -- Sel não tem culpa se o David é irresponsável!
-- Gente, vamos -- diz Sterling, ao lado de Demi. -- Tchau, linda -- ele dá um beijo nela. -- Não consegui falar com o Drew. Se vir ele...
-- Tá -- diz Demi e Sterling entra no carro, junto com a mãe. Nathan beija Jennette e entra no carro, também.
-- Vai ficar tudo bem -- diz Justin a Selena, que está triste. Eles abraçam-se.
-- Liga, tá? -- diz Selena. Justin dá um beijo nela e entra no carro.

Às seis da tarde, Drew sai do Lar Romina Yan e passa em casa pra tomar banho e jantar. Às sete, ele vai para casa dos DeLuise. A sra. DeLuise abre a porta.
-- Oi, sra. DeLuise -- diz ele, sorrindo. -- Posso falar com Miranda?
-- Claro -- diz ela, afastando-se para deixá-lo entrar. -- Mi, visita pra você. -- Elas entram na sala, onde Miranda está sentado no sofá fazendo o dever de casa.
-- Oi -- diz Drew, sorrindo.
-- Oi -- diz ela.
-- Se precisarem, estou na cozinha -- diz Maria e sai.
-- Sua mãe é legal -- diz Drew, sentando-se ao lado de Miranda. -- Estudando o quê?
-- Matemática -- diz ela, com uma careta. -- Pra quê eu preciso disso se vou estudar moda?
-- Pra saber quanto de tecido vai precisar, quanto a mais vai ter que cortar, pra administrar a fortuna de melhor estilista do mundo... -- diz ele, colocando o cabelo dela para trás da orelha, para tirar do seu rosto. Eles olham-se nos olhos por um tempo e ele aproxima-se dela.
-- Eu não consigo entender isso -- diz Miranda, desviando o olhar.
-- Ei, você tá fugindo de mim? -- pergunta Drew, tentando encontrar o olhar dela.
-- Não -- diz ela, levantando-se.
-- O que aconteceu? -- pergunta Drew, passando um braço pela cintura dela e colocando a mão na bochecha dela.
-- Eu não quero que meu pai brigue com você -- diz ela.
-- Eu não me importo, desde que esteja com você -- diz Drew, olhando-a nos olhos. Ele vai beijá-la quando Demi entra na sala.
-- Ah, Drew, te achei. -- Drew afasta-se de Miranda, chateado. -- David sofreu um acidente de carro.
-- Quê? -- diz Drew, preocupado.
-- Sua mãe e os garotos foram pro Hospital.
-- A gente se fala depois, Mi -- diz ele, dá um beijo na bochecha dela e sai.


Selena está sentada em sua cama, com roupa de dormir quando seu celular toca. Ela sai do quarto para atender. -- Oi, amor.
-- Oi, princesa -- diz Justin, com a voz triste, do outro lado da linha. -- Infelizmente, David tá em coma.
-- Ele não vai... -- diz Selena, colocando a mão na cabeça.
-- Não -- diz Justin. -- Ele vai acordar amanhã. O médico disse que é coma alcoolico. Do acidente mesmo ele teve alguns arranhões.
-- Ele tava dirigindo?
-- Não. Era um amigo dele de Los Angeles. Ele morreu -- Justin fica em silêncio.
-- Eu... Ah, Jus... Sua mãe tá certa, eu...
-- Claro que não -- diz ele, firme. -- David vai ficar bem e... Ahn, vou ter que desligar, princesa. A gente se fala amanhã. Bons sonhos.
-- Tchau -- diz Selena e desliga. Ela entra no quarto, chorando.
-- O que foi, Sel? -- pergunta Tori, preocupada, sentando-se ao lado dela, na cama. -- David não mo...
-- Não -- diz Selena -- Mas é culpa minha. Se eu não tivesse ficado com o Justin, ele...
-- Ei, para com isso -- diz Miranda, em tom de repreensão. -- Vocês não são culpados do David beber e se envolver em um acidente.
-- Não chora, Sel -- diz Tori, entregando um lenço a irmã. -- Vai ficar tudo bem.


-- Oi -- diz Justin, quando Selena abre a porta da sala, no dia seguinte.
-- Oi -- diz Selena. Eles olham-se nos olhos por um tempo e se abraçam. -- Jus, eu tô me sentindo muito mal pelo que aconteceu.
-- Eu também -- diz Justin, triste. -- Vem cá -- ele segura na mão dela e eles sentam-se no balanço da varanda. -- Eu gosto muito de você , Sel -- ele olha-a nos olhos.
-- Eu também gosto muito de você -- diz ela. -- De alguma forma nós fomos culpados, né? -- ela fala baixo e lágrimas descem pela sua bochecha.
-- Talvez não fosse para estarmos juntos -- diz ele. Justin puxa-a para mais perto e eles beijam-se, apaixonadamente.Eles terminam o beijo com um selinho e mantém os olhos fechados e as testas juntas. -- Não quero que fique triste.
-- Você é muito importante pra mim, Jus -- diz ela, depois que se afastam, afastando a franja dos olhos dele.
-- Você é minha princesa. Mesmo que não estejamos juntos, meu coração é seu -- ele sorri.
-- E o meu coração é seu -- diz ela e eles abraçam-se.
-- Eu tenho que ir -- diz Justin, tentando não chorar. Ele levanta-se e Selena também. Eles entreolham-se e desviam o olhar. Justin dá um beijo na bochecha dela e desce os degraus, sai do jardim e atravessa a rua, sem olhar pra tás. Ele sabe que, se olhar, voltará correndo para Selena. Ela senta-se no balanço e fica observando as pessoas na rua, enquanto seu coração parece esmagado.



3 comentários:

  1. Aii que tristee... Toh quase chorandoo!!
    Naum eh culpa deles o David tah em coma, eh culpa dele naum saber perder... eh culpa dele naum entender que ela naum gosta dele!! Mas tudo beem...
    Gostei mto.. toh com medo do que a Palmer e o troço da Hill vaum fazer, quero saber logoo!! Pliiis...
    e Por Favoor poe mais momentos Jathan!!! Pliis!!!
    Kiss***
    Byee*¨*

    ResponderExcluir
  2. concordo com a Seddie_s2 ta muito triste e tambem acho q tem que ter mais momentos jathan!!!

    ResponderExcluir
  3. Mt legal Soraya, Mt bem msm, Fixou meio triste mas ficou legal, soh q naum kero q o David namore a Selena, bubu shuashaushua

    ResponderExcluir