domingo, 1 de janeiro de 2012

Deu a louca na Nickisney - episódio 19

Feliz 2012, gatinhos e gatinhas! Espero que seja um ano maravilhoso para todos nós! Vou tentar postar mais regularmente no blog este ano e estou cheia de ideias – só preciso de tempo para escrever. Espero que gostem desse episódio. Beijos :)

**ESTA É UMA OBRA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA. SEM INTENÇÃO DE OFENDER NEM DIFAMAR OS ATORES E ATRIZES AQUI CITADOS, NEM SEUS FÃS.

Episódio 19
UM EVENTO

– Que foi, gatinho? – pergunta Miranda ao perceber o olhar distante de Drew. Eles estão junto com as irmãs dela e os irmãos dele(exceto David) sentados a duas mesas juntas, na Padaria Musso.
– Eu tô pensando no Lar – diz ele. – Tem muita coisa precisando consertar naquela casa e Lady Oliver não tem muito dinheiro.
– Ei, por que a gente não faz um evento beneficente? – pergunta Miranda, sorrindo. – Um show de talentos seria legal. E o dinheiro arrecadado iria pro Lar.
– Você é demais! – diz ele, sorrindo, e a abraça e a beija na bochecha.
– E aquela confusão na Praça? – pergunta Demi. – O que é o Recanto dos Pássaros?
– É um lugar muito lindo perto daqui – diz Sterling. – Tem uma cachoeira na trilha...
– É mata virgem – diz Nathan. – Seria um crime destruir tudo aquilo pra construir um shopping idiota.
– Taí. A gente poderia fazer algo que abrisse os olhos das pessoas pra bobagem da construção desse shopping, junto com o evento pra arrecadar fundos pro Lar – diz Jennette. Eles começam a discutir as ideias. Enquanto isso, Justin não para de olhar para Selena e ela para ele.
– Demi, eu já vou – diz Selena; levanta-se e sai. Justin vai atrás dela.
– Sel, posso te acompanhar até sua casa? – pergunta ele.
– Pode – diz ela, sem olhar para ele.
– E... você tá bem? – pergunta o garoto.
– Um hum – ela balança, afirmativamente, a cabeça. Eles seguem pela Avenida Stephenie Meyer, em silêncio e depois entram, à direita, na Rua Edgar Alan Poe.
– Sel – diz Justin, parando-a e olhando-a nos olhos. Ele segura as duas mãos dela. – Eu...
O celular dela toca e ela atende. – Oi, pai... Ah, sim... Tá, tô indo... Não, tá tudo bem... Tchau. – Ela desliga. – Eu tenho que ir, Jus. Papai tá precisando d’a gente na Pizzaria. Pode voltar e avisar às meninas? Valeu. – Ela sai andando rápido e ele volta para Padaria.


– Oi, Miley – diz Lucas à garota, quando eles chegam à escola.
– Oi, Lucas – diz ela.
– Tava pensando se você quer ir ao cinema...?
– Olha, Lucas, sem querer ser grossa, mas eu não tô... – ela percebe que o garoto parece decepcionado. – Na verdade, eu não posso. Eu tô de castigo.
– Talvez outro dia – diz Lucas, sorrindo.
– Ei, pessoal – diz Jake Austin, aluno do 1º ano, subindo em um dos bancos, perto da parede. – Quem acredita que a construção do shopping no Recanto dos Pássaros é um erro, o Clube de Ciências vai se reunir pra discutir isso, hoje, depois da aula. Todos estão convidados! – ele desce.
– Jake – chama Demi.
– Nós tivemos umas ideias ontem – diz Sterling.
– Sai da frente, magrelo – diz Noah ao passar por Mitchel e o empurra. O garoto desequilibra-se e bate em Demi.
– Ah, desculpa – diz Mitchel, baixinho, sem olhar para ela.
– Você tá bem? – pergunta ela a Mitchel.
– Tô – diz ele e sai andando rápido.


Depois da aula, uns vinte alunos aparecem no laboratório onde o Clube de Ciências se reunia.
– Ok, pessoal – diz Jake. – Cuidado com os aparelhos, tá? Não podemos danificar nada ou terão que pagar. – Os colegas acomodam-se nos bancos perto dos dois balcões e outros ficam de pé. – Todo mundo aqui sabe que uma área verde, como o Recanto dos Pássaros, tem espécies animais e vegetais que nem foram catalogadas.
– Exemplo disso é aquela espécie de joaninha que a dra. Austin descobriu ano passado – diz Vanessa Hudgens, aluna do 3º ano, sentada em um banco perto da porta.
– É, sim – diz Jake, sorrindo. – Seria um grande impacto destruir aquela mata pra construir um shopping.
– Mata virgem, espécies animais, reserva de água – diz Sterling.
– O difícil vai ser convencer o prefeito de que a floresta é mais importante que o dinheiro que ele vai conseguir com o shopping – diz uma garota ruiva, do 9º ano.
– Temos que convencer a população de Nickisney – diz Jake. – Com o apoio de todos, convenceremos o prefeito... E nossos colegas tiveram uma ideia. Demi vai contar a vocês. – A garota vai até a frente da sala...


Madisen entra no seu quarto, fecha a porta e pega sua agenda. – Vejamos – diz ela, olhando suas anotações. – Miranda e Drew estão namorando... Já sei o que fazer – ela sorri, maliciosamente. – Evento para salvar a floresta... Jennette está treinando no Clube... Isso eu resolvo depois. Agora vou cuidar da Demi – Madisen pega o telefone e disca. – Ela vai me pagar por aquele tapa... Oi, Jullie, é Madisen... Minha mãe? Tá bem. Hum... Sabe aquela banda que tá fazendo o maior sucesso? É, os Jonas Brothers... Então, consegue o contato deles pra mim? Por favor... Ah, obrigada, Jullie, você é demais!... Tá. Tchau. – Ela desliga e sorri para o espelho. Ela observa-se por um tempo. – Eu preciso fazer mais ginástica. Tô parecendo uma baleia.
A garota desce para cozinha, onde encontra Nancy confeitando um bolo de chocolate.
– Oi, senhorita. Sua avó pediu para lembrá-la do aniversário de seu primo hoje, aqui.
– Ah, é mesmo. Tinha esquecido – diz ela, olhando para o bolo. – Ah, então quer dizer que Tiffany vem. Legal.
Nancy coloca nozes sobre o bolo, quando o telefone toca. Madisen abre a geladeira e pega um pote de gelatina e começa a comer, enquanto Nancy vai para sala. Madisen engole toda gelatina e depois pega um pote de sorvete de chocolate e toma várias colheradas generosas, em segundos, olhando para o bolo, em cima da mesa. Nancy volta; a garota tampa a vasilha e coloca na geladeira, rapidamente. Depois, sai.
Madisen entra no seu quarto, fecha a porta e vai direto para o banheiro, fechando a porta.... Ela sai alguns minutos depois, chorando. – Você tem que se controlar – diz a si mesma, jogando-se na cama, e encolhe-se, abraçando uma almofada. – Você precisa emagrecer. Só assim Nathan e sua mãe vão gostar de você.


– Muito bem, Jen – diz Dianna, enquanto a garota desliza sobre os patins na pista de patinação do Clube. – Flexione um pouco mais o joelho... Isso... Em pé, agora... Bom... Gire... Excelente! – ela bate palmas. – Está bom por hoje – diz a mulher, aproximando-se. – Você sempre foi minha melhor aluna.

 
– Você que é uma ótima professora – diz Jennette, sorrindo. – Pena que acabou. – Nathan aproxima-se.
– Tenho que ir. Madison tem uma apresentação no colégio hoje – diz Dianna, sorrindo. – Ela vai ser a Maria em “Maria e João”.
– Legal! Que ela quebre a perna.
– Ahn? – diz Nathan, confuso.
– Quer dizer “boa sorte” no teatro – explica Jennette.
– Até amanhã, garotos – diz Dianna, sorrindo, e sai.
– Você estava maravilhosa – diz Nathan, sorrindo, e abraçando Jennette.
– Você disse que ia patinar comigo.
– Eu não sei patinar, Jen – diz ele.
– Você está com medo – diz ela, colocando as mãos na cintura. – Não acredito nisso.
– Com medo? Eu?
– Então, vai lá e coloque os patins – dasafia Jennette.
Nathan vai até a arquibancada e calça os patins, enquanto Jennette está encostada na mureta de proteção ao redor da pista, esperando. O garoto tenta ficar em pé, desajeitado. Ele entra na pista e Jennette segura a mão dele.
– Depois você vai ter que jogar futebol – diz ele.
– Tudo bem – diz ela, sorrindo. – Vamos lá. Não é tão dificil. – Ela passa as instruções de equilíbrio para ele, enquanto Nathan tenta deslizar pela pista de gelo. Nathan desequilibra-se e cai, puxando Jennette junto.
– Ow – diz ele ao bater a cabeça no chão. – Você tá bem, linda?
– Tô – diz Jennette, levantando-se e ficando de joelhos. – Você bateu a cabeça, tudo bem?
– Tudo bem aí? – pergunta um homem, entrando na pista.
 
– Tudo bem, Dan – diz Nathan, sorrindo, já de pé.

– Eu vou ter que fechar agora – diz Daniel Schneider, responsável pelo Clube de Nickisney. – Mas eu tive uma ideia com esses seus ensaios, Jennette. Abrir a pista pra todos. Faz um tempo que ela não é aberta.
– E nós temos uma ideia pra re-inauguração – diz Nathan.


Selena sai de casa para ir a Pizzaria, mas David a intercepta, na calçada. – Oi, Sel – diz ele, sorrindo.
– Oi, David – diz ela. – Você está bem?
– Tô, sim.
– Tenho que ir – diz Selena e vai saindo, mas David segura o braço dela.
– Espera. Ahn... você e Justin terminaram, né?
– É – diz Selena, olhando para o chão.
– Isso significa que eu tenho uma chance?
– Não, David, eu... – Justin sai da Pizzaria e David o vê. Então, ele beija Selena. Justin olha para o chão triste e volta para Pizzaria. Selena empurra David, afastando-o. – Eu disse não, David! Não faça mais isso!
– Desculpa, Sel – diz ele, com cara de arrependido. Quando ela sai, ele sorri.
– Oi, David – diz Madisen, aproximando-se, acompanhada por uma garota loira, com uma criança no carrinho.
– Oi, Madisen. Tiffany? Quanto tempo.
– É mesmo – diz Tiffany, sorrindo.
– É seu filho? – pergunta David, olhando para o garotinho no carrinho.
Tiffany olha para Madisen. – Ahn... é, sim.
– Vamos – diz Madisen. – Até mais, David. – As duas entram na Pizzaria. – É aquela ali. – Ela indica Miranda, sentada atrás do balcão.
– Deixa comigo – diz Tiffany, pegando a criança do carrinho. Ela caminha até onde Miranda está.
– Boa noite – diz Miranda. – Em que posso ajudar?
– Você é a namorada do Drew?
– Sou. Por que?
– Tiffany? – pergunta Drew, parado atrás dela. – Nossa, quanto tempo.
– Tempo mesmo – diz ela, aborrecida. – Tempo que você não manda nada pra ajudar seu filho.
– Quê? – perguntam Drew e Miranda.
– Drew, ele é seu filho? – pergunta Miranda, olhando da criança para o namorado.
– Não – diz Drew.
– Eu não acredito que vai negar – diz Tiffany.
– Vem cá – diz Drew, segurando o braço de Tiffany e lavando-a para perto da porta da cozinha. As pessoas já estão olhando para eles. Miranda acompanha-os. – O que tá fazendo? Eu não tenho filho nenhum com você.
– O que tá acontecendo aqui? – pergunta o sr. DeLuise, saindo da cozinha.
– Eu apenas vim exigir que o pai do meu filho me ajude a pagar as despesas dele – diz Tiffany.
– Ahn? – diz o sr. DeLuise e olha para Drew. – Ele é seu filho?
– Não.
– É, sim – diz Tiffany e começa a chorar. – Eu não vou ficar aqui sendo humilhada. Vou contratar um advogado. Nos vemos no tribunal – diz ela e sai.
– Tiffany – chama Drew e vai atrás dela. Ele a alcança na calçada. – Você é louca?
– Isso é por você ter me abandonado no dia do meu baile de aniversário – diz ela.
– Eu terminei com você porque você me traiu – diz ele, franzindo o cenho.
Ela dá de ombros – Um bobagem. Você sabe que eu te amava.
– Belo jeito de demonstrar. Mas agora você vai lá dentro e vai dizer pra Miranda que...
– Tenho que ir – diz ela e entra no Mercedes estacionado perto do meio-fio. O carro desce a rua.
– Drew – chama Miranda, saindo da Pizzaria.
– Ah, Mi, eu... – ele vai até ela.
– Não é verdade o que ela disse, né?
– Não – diz Drew.
– Stewart – chama o sr. DeLuise, aproximando-se. – Você está proibido de chegar perto da minha filha.
– Mas eu... – começa Drew.
– Está despedido. Miranda, entre.
– Pai... – diz Miranda.
– Quer ficar de castigo, Miranda? – pergunta ele. Ela olha para Drew, depois entra na Pizzaria.
– Vou provar que eu não sou pai daquele garoto – diz Drew, tirando o avental da Pizzaria e entrega ao sr. DeLuise. Ele sai.

10 comentários:

  1. Quando sai o 20?A fic tá otima,principalmente JATHAN.E a Jenn bem que podia dar uma lição na Madisen.

    ResponderExcluir
  2. Essa Madisen é maluca .. Que garotinha perturbada .. --'

    ResponderExcluir
  3. Hoooý, eu sumi >.< ... TA PEEERFEIITA! concordo com a Anna, a Jenn bem que podia dar uma lição nela!
    bjuuus!!

    >JulianaM<

    ResponderExcluir
  4. http://michelleblogs-coisinhas.blogspot.com/
    Acessem vou começar a postar a nova fic "Could It Be Any Harder"
    Sam e freddie namoravam, mas quando vão para faculdades diferentes...Sam volta para dar uma grande noticia a freddie, mas o ve na cama com sua melhor amiga...E ela decide guardar esse segredo.
    é muito bom! Só deixar comentraios okay

    ResponderExcluir
  5. quando sai a fic 20? to desesperada eu odeio a madissen to torcendo pa jathan!bjs soraya!

    ResponderExcluir
  6. Amei soraya vc merece mesmo. Publicar um livro?uu um dia espero chegara a tal ponto eu te admiro e acompnho seus blogs desde o comeco .estou muiiiiiito ansiosa pela fic 20 sou fa declarada e assumida de jathan e seddie e torco muito pela felicidade deles em suas fics acho tambem que a pertubada da madissen merece uma boa licao(digamos assim) viinda da jennette e aprenda.a Arrumar o seu. Pois o lindo maravilhoso do nathan merece a jennete e se nao for pedir muito gostaria ue aceitasse a minha sugestao de uma fic em que a jennette desse uma licao na madissen uma fic copletamente jathan e mas sabe sem as maldades dela a fic nao teria graca ms mesmo assim... tambem pedir que por favor dedique ela para mim e o meu sonho meu nome e nathalia,viu?mito. Obrigada soraya

    ResponderExcluir
  7. eu escrevi o comentario acima mas pensando bem queria uma fic normal bemmm jathan nao precisa ser a 20 logico que todos torcem por jathan mas suas fic's são otimas com a maldade da madisen (brrrrrrrr odeio ela)quando sai a 20?#jathanforever<3 bjs soraya!

    ResponderExcluir
  8. quando sai a fic 20?

    ResponderExcluir
  9. Soraia voce podia indicar meu blog por favor www.www.ficworld.blogspot.com muito obrigada

    ResponderExcluir
  10. Soraya eu realmente não tive a intenção de deixar minhas historias parecidas com a sua ,peço muitas desculpas por isso.Mas vou tentar mudar ao maximo minhas proximas historias sobre disnick .E queria perguntar se eu poderia continuar usando apenas o comerço de *ESTA É UMA HISTÓRIA DE FICÇÃO. NOMES USADOS APENAS COMO REFERÊNCIA. OPINIÕES EXPRESSAS E AÇÕES SÃO PURAMENTE FICTÍCIAS, SEM INTENÇÃO DE OFENDER OU DIFAMAR AS PESSOAS MENCIONADAS, NEM SEUS FÃS. Igual ao seu .Muito Obrigada mesmo .E tambem gostaria de pedir para poder recomendar meu blog e continuar lendo minhas fics.Beijos

    ResponderExcluir